Pecado, Iniquidade e Transgressão

Quando analisamos as escrituras, observamos que a mesma fala a respeito de pecado, transgressão e, iniquidade, mas ao mesmo tempo não deixa claro a distinção existente entre eles. Diante disso, sabendo da importância de compreendermos o significado de cada uma dessas ações, decidimos postar em nosso site, o estudo a respeito da Doutrina do Pecado.
 
Esperamos com esse estudo, ajudar a esclarecer as dúvias que porventura possam existir na mente de alguns e, esclarecer o que para muitos não havia distinção. 
 

PARTE 1   -   A DOUTRINA DO PECADO

Quando nos propomos a falar a respeito da doutrina do pecado, o que vem na mente de muitos é o seguinte: O que é pecado? E, nisso, o que percebemos é a dificuldade de alguns em compreender acerca do que é transgressão e, o que é iniquidade. Assim sendo, começaremos a abordar o conceito de Pecado, de modo que possamos avançar no conceito dos demais Atos que levam o homem a pecar, de modo que este, passe a viver em um Estado de Pecado.

O QUE É PECADO?

Outrora, assim pensávamos: Pecado não são atos! Pecado é um estado!" E, que YAHU está interessado no que somos e, não no que fazemos! Mas é isso mesmo que as Escrituras nos revelam? De uma coisa, temos certeza: À medida que buscamos compreender a mensagem que as Escrituras nos revelam, vamos nos deparando com a seguinte realidade: o aprendizado é uma busca constante!
 
Mas a questão é: O que é Pecado? Cremos que Pecado é o errar o alvo! É o andar na direção contrária ao que nos foi ensinado, como sendo o caminho certo a ser seguido, para tomarmos posse da promessa vindoura! Pecado é o que nos tira do foco e, do princípio que nos foi dado como padrão de vida e, conduta, de modo a nos apresentarmos irrepreensíveis na presença de Elohim.
 
Diante disso, para uma melhor compreensão a respeito do Pecado, faz-se necessário o discernimento do que é o Estado de Pecado original e, Atos que nos levam a um Estado de Pecado! A não compreensão acerca desse assunto, leva muitos a acreditarem, como um dia, nós também assim acreditávamos que, Pecado é tão somente um Estado e, não ações! 
 
E, nisso, alguns podem se perguntar: qual a diferença entre Estado de Pecado e, Atos pecaminosos? E a resposta a essa pergunta, é exatamente o que nos propomos a abordar nesse estudo!
 
De acordo com as Escrituras, o homem já nasce no Estado de pecado.E, como isso se deu? Deu-se no momento em que Adam desobedeceu a uma ordem do YAHU, quando Este assim lhe disse: " De toda a árvore do Jardim, comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás, porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás."
 
A respeito desse Pecado, descrito acima, decorrente da desobediência de Adam, é que chamamos de Pecado Original, pecado esse que tem por salário, a morte. É esse pecado que nos foi transmitido como herança de maldição. É esse pecado que Yahushua veio libertar o homem, quando entregou-se a morte pelos pecados da humanidade. É a respeito desse Pecado, que lemos em Rm 11:32 o seguinte: " porque Elohim encerrou a todos debaixo do pecado, para com todos usar de misericórdia."
 
Quanto aos Atos e/ou Ações que nos levam ao Pecado, são aqueles que são pessoais, isto é, são aqueles praticados pelo homem, em sua inclinação para satisfazer os desejos da carne, cujos frutos são descritos no livro de Gálatas 5, são eles: adultério, fornicação, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídeos, bebedices, glutonaria e, coisas semelhantes a estas. 
 
Os Atos/Ações pessoais, que resultam em pecado, faz com que o homem perca sua herança no Reino de Elohim! Portanto, precisamos ter em mente o seguinte: Existe o pecado original, proveniente do Ato/Ação pessoal de Adam,o qual resultou sobre a humanidade, herança de maldição, porém também existe os atos pessoais do próprio indivíduo, pecado esse que jaz à porta e, que compete a cada um de nós, dominá-lo!
 
Atentem-se para o texto abaixo:
 
Gênesis 4:1-7 " E conheceu Adam a Eva, sua mulher e, ela concebeu à luz Caim e, disse: Alcancei de YHWH um homem. E deu à luz mais a seu irmão Abel; e Abel foi apascentador de ovelhas e, Caim foi lavrador da terra. E, aconteceu ao cabo de dias que Caim trouxe do fruto da terra uma oferta a YHWH e, Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas e, da sua gordura e, atentou-se YHWH para Abel e, para sua oferta. Mas para Caim e para sua oferta não se atentou. E, irou-se Caim fortemente e, descaiu-lhe o sempblante. E YHWH disse a Caim: Por que te iraste? E, por que descaiu o teu semblante? Se bem fizeres, não é certo que serás aceito? E se não fizeres bem, o pecado jaz à porta e, sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar."
 
Observando o texto acima, surge-nos a seguinte pergunta pergunta: se o homem já nasce no estado de pecado, então que pecado é esse do qual YAHU diz a Caim, que jaz à porta? Que pecado é esse, do qual YAHU diz a Caim que caberia a ele dominar? Cremos que o pecado em questão diz respeito ao particular! Aquele que está diante de nós e, que cabe a nós não se deixar dominar por ele.
 
Quando apregoamos que o mais importante Não é o que fazemos, mas SIM o que somos, estamos indo por um caminho distinto do que as Escituras nos apresentam, visto que, a todo instante somos instruídos a NÃO cometermos Atos/Ações que nos levem a pecar. Logo, o que fazemos é levado em conta, pois se assim não fosse, não responderíamos por esses atos, caso eles venham ser praticados. Assim sendo, caso YAHU não levasse em conta os erros praticados pelo homem, de que estes haveriam de se arrepender? Qual seria a necessidade do arrependimento? Qual a necessidade de se buscar o perdão?
 
O salmista Davi, assim disse em Salmos 32:5a " Confessei-te o meu PECADO e, a minha iniquidade não encobri." No Salmos 51:2, lemos o seguinte: " Lava-me completamente da minha iniquidade e, purifica-me do meu PECADO." Ora, como podemos perceber, faz-se necessário o arrependimento para que tais pecados sejam apagados/perdoados, para que então o homem possa ser reconciliado com Elohim! É bem verdade que, aquele que está em Elohim, não peca e, por que assim nos afirmam as Escrituras? Porque aquele que pertence a YAHU Elohim, empenha-se em agradá-lo, em servi-lo com zelo, guardando dentro de si, a sua Palavra, de modo que praticando-a, não peque contra Elohim! Mas, se porventura viermos a pecar, tenhamos na memória a seguinte palavra que se encontra em 1Jo 2:1-2: " Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Yahushua, o Justo, Ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo."
 
É bem verdade, que todos nós estamos sujeitos a erros, pois a natureza humana tem a sua inclinação para a satisfação de sua própria vontade, isto é, ao que dá prazer a sua carne. Por isso, em 1João 1:8-10, lemos o seguinte: " Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos e, não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar o specados e, purificar-nos de toda a injustiça. Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso e, a sua palavra não está em nós."
 
Assim sendo, a compreensão de um texto, muito das vezes requer de quem busca um aprofunamento maior e melhor acerca do que está lendo, uma contextualização de termos e/ou palavras consideradas chaves, as quais nos fornecem dentro do contexto em que estão inseridas, o SEU REAL SIGNIFICADO. Diante disso, abaixo fazemos uma análise morfológica a respeito da palavra Pecado contidas nos textos: 1Jo 1:8-10; 1Jo 2:1-2 e; 1Jo 3:4-9
 
ANÁLISE MORFOLÓGICA DO TERMO PECADO NOS TEXTOS:
 

a) 1Jo 1:8-10

1 -  no versículo 8 " Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos e, não há verdade em nós.", a palavra usada neste texto para designar Pecado é: Hamartian ( ἁμαρτίαν ), a qual tem por função gramatical: o acusativo feminino singular. E, o que significa isso? Significa que Hamartian dá ao texto citado, a conotação de: o Pecado, definindo assim o objeto direto do qual o texto se refere! Assim sendo, Hamartian é usado para definir a Ação/Ato praticado pelo sujeito, neste caso, o sujeito usado é o pronome: Nós, o qual está subentendido no texto, mediante a conjugação do  verbo TER. Diante disso, a mensagem que se obtém do texto que se encontra em 1Jo 1:8 é a seguinte: se não temos pecado, ou seja, se não temos o Pecado, enganamos a nós mesmos e, a verdade não está em nós. 
 
 
2 - no versículo 9, " Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e, purificar-nos de toda a injustiça." a palavra usada para designar Pecado é: Tãs Hamartias ( τὰς ἁμαρτίας ), a qual tem por função gramatical: o acusativo feminino plural. E, o que significa isso? Significa que Tãs Hamartias dá ao texto a seguinte conotação: os Pecados, denotando dessa forma que o indivíduo está propenso a erros.
 
3 - no versículo 10 " Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso e, a sua palavra não está em nós.", a palavra usada para designar Pecado é: Hamartekamen ( ἡμαρτήκαμεν ), a qual tem por função gramatical: o presente do indicativo ativo, denotando dessa forma uma ação presente praticada pelo sujeito, o que nos remete ao seguinte entendimento: nós pecamos, estamos pecando. Se não dissermos que estamos propensos ao erro, ou seja, que não tropeçamos, mentimos!
 

b) 1Jo 2:1-2

1 - no versículo 1, lemos o seguinte: " Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Yahushua, o Justo."

Observem atentamente a palavra em destaque: Un Hamartete ( μὴ ἁμάρτητε ). É essa palavra usada no respectivo texto, para se referir a Pecado, na conjugação: não pequeis. Essa conjugação verbal, a qual só existe no grego, encontra-se no Aoristo subjuntivo ativo, na 2ª pessoa do plural e, indica uma ação verbal ou acontecimento, sem definir absolutamente o seu tempo de duração.

 

2 - no versículo 2, lemos o seguinte: " E Ele é a propiação pelos nossos pecados e, não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo."

Observem atentamente a palavra em destaque: Hamartion Hemon ( ἁμαρτιῶν ἡμῶν ). A palavra Hemon usada nesse texto, é um pronome possessivo genitivo feminino na 1ª pessoa do plural, denotando dessa forma, o Pecado como algo pessoal, ou seja, de alguém, nesse caso: nossos!
 
c) 1Jo 3:4-9
 
1 - no versículo 4, lemos o seguinte: Qualquer que comete pecado, também comete iniqüidade; porque o pecado é iniqüidade."
Observem atentamente as palavras em destaque: ποιῶν ἁμαρτίαν ( Poin Hamartian). Sabemos que ἁμαρτίαν - hamartian é uma conjugação do verbo pecar no acusativo feminino singular, onde temos: O Pecado. Já o verbo Poieo, em sua conjugação: Poion, está no particípio ativo, nominativo masculino singular e, dentre seus significados, temos: permanecer, habitar, concordar, cometer, continuar..., o que nos dá a entender que todo aquele que permanece, que concorda, bem como todo aquele em que faz do pecado a sua morada, comete iniquidade.
 
2 - no versículo 5, lemos o seguinte: " E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os nossos pecados; e nele não há pecado."
Observem as palavras em destaque: ἵνα τὰς ἁμαρτίας ( Hina Tas Hamartias), cujo significado é: tirar os pecados. Temos então, nesse versículo um artigo acusativo feminino plural (τὰς ), antecedendo a palavra pecado que também está no plural. A conjunção Hina(ἵνα ) dá ao texto a seguinte conotação: aquEle que se manifestou tinha um propósito e, que propósito era esse? O de tirar os nossos pecados.
 
3 - no versículo 6, lemos o seguinte: " Qualquer que permanece nele não peca; qualquer que peca não o viu nem o conheceu."
Observem as palavras em destaque: οὐχ ἁμαρτάνει ( Ouch Hamartanei). Nessas palavras em destaque, temos um advérbio de negação(οὐχ), que precedido ao verbo Hamartanei, no presente do indicativo ativo, denota-nos o seguinte: uma Ação não praticada, ou seja, aquele que está na Verdade, Não peca. Também encontramos a palavra ἁμαρτάνων ( Hamartanon), a qual se encontra no presente particípio ativo, nominativo masculino singular. Em nosso idioma ele pode ser compreendido como uma pessoa que vive pecando, que vive constantemente praticando essa Ação de pecar.
 
4 - no versículo 8, lemos o seguinte:Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Elohim se manifestou para desfazer as obras do diabo."
Observem as palavras em destaque: ποιῶν ἁμαρτίαν. O significado a respeito dessas palavras, é o mesmo fornecido em 1Jo 3:4. Já o verbo ἁμαρτάνει (Hamartanei), conjugado no presente do indicativo ativo, na terceira pessoa do singular, denota-nos o seguinte: alguém que comete e, continua cometendo a prática do pecado. É essa informação que é dada a respeito da Ação praticada pelo diabo, isto é, ele pecou e continua pecando. É uma ação contínua. No grego o gerundio é o mesmo que uma Ação praticada no presente.
 
5 -  no versículo 9, lemos o seguinte: " Qualquer que é nascido de Elohim não comete pecado; porque a sua semente permanece nele; e não pode pecar, porque é nascido de Elohim."
Observem as palavras em destaque: δύναται ἁμαρτάνειν ( Dinatai Hamartanein). O verbo Danatai conjugado no presente do indicativo médio ou passivo, antecedendo o verbo Hamartanein, o qual está conjugado no presente infinitivo ativo, denota-nos o seguinte: o indivíduo tem condições de não pecar! Ele tem força para não praticar o pecado. Está ao seu alcance não cometer pecado, uma vez que, todo aquele que é de Elohim tem as condições necessárias para se guardar do mal.
 
 
Diante disso, quando lemos em Romanos 4:8, o seguinte: "Bem aventurado o homem a quem YHWH não imputará o pecado.", cremos que o pecado aqui, está relacionado não apenas ao estado original decorrente da desobediência de Adam, a qual nos foi transmitida como herança de maldição, mas também, ao Atos pessoais praticados pelo indivíduo que o leva a pecar e, consequentemente, o impede de herdar o Reino de Ulrrim. Aquele a quem YAHU não imputar o pecado, não se apresentará nú diante dELE.
 
É bem verdade que as nossas escolhas, resultam em consequências, quer sejam boas ou más! Daí, encontrarmos nas Escrituras a seguinte instrução: Perservere! Esforça-te e, tenhas bom ânimo! Vigiai e orai! O ser enxertado na videira, não significa que não precisamos nos esforçar em nos mantermos vivos nela! No nosso dia a dia, podemos ver em uma árvore, folhas secas, as quais se desprendem com o vento, mesmo circulando nessa árvore, o elemento que lhe dá vida! Portanto, no que diz respeito a nós, crentes em Yahushua, é importante sabermos o seguinte: o aceitar as Boas Novas, o falar que somos de Elohim! o falarmos que fazemos parte da Congregação, FAZ PARTE, mas NÃO se resume somente a isso! É preciso darmos continuidade ao que recebemos de bom grado! Faz-se necessário nos empenharmos no exercício constante de nossa emunah acerca do que cremos e, a respeito de quem cremos! Lembrem-se, o pecado jaz à porta e, compete a cada um de nós, dominá-lo!
 
Portanto amados, devemos ser vigilantes, zelosos para com o que nos foi concedido a preço de sangue, a saber: a salvação! Temos que ter em mente que a dívida que nos mantinha no Estade de Pecado foi quitada, mas a vida continua e, para nos mantermos vivos na Videira, convém que não pequemos! Pois o pecado separa o homem de Elohime, por que o pecado assim faz? Porque o salário do pecado é a morte, mas de Elohim provém a vida. Por isso é importante compreendermos a respeito do Arrependimento! Por isso é importante compreendermos a respeito do Perdão! Por isso é importante compreendermos a respeito do Novo Nascimento! Porque acerca dessas coisas, nos foi ensinado o seguinte: aquele que se arrepende e se converte de seus maus caminhos, recebe de Elohim o perdão! E, assim também nos é ensinado em 1Cor 5:17 " Assim que, se alguém está em Yahushua, o Ungido, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo." 
 
Como podemos perceber, o arrepender-se de nossos pecados e, tomarmos uma postura de não mais praticá-los, ou seja, havendo em nós uma conversão genuína, mantem-nos na perverança da promessa vindoura, a saber: o ver e, o habitar no Reino de Elohim! 
 
De acordo com as análises morfológicas apresentadas, cremos que o Pecado é o resultado de uma Ação, a qual leva o homem a um Estado de Pecado. E, nesse Estado de pecado, o homem na ânsia de satisfatzer seus próprios desejos da carne, permanece dando continuidade a atos pecaminosos. Porém, uma vez, pois, que Yahushua se entragou a morte pelos nossos pecados, através de seu sangue derramado no madeiro, nossa dívida pecaminosa, a qual herdamos de Adam, é quitada, cabendo a todos quanto recebem a Yahushua e, creram no nome daquEle que O enviou, o seguinte cuidado: NÃO pecarem mais!
 
Diante disso, cremos que, uma vez pois que o homem é retirado do Estado de pecado, ele não retorna mais para esse estado, quando porventura comete uma Ação de pecado. E, por que assim cremos? Porque de acordo com as Escrituras do mesmo modo que ao homem é ordenado morrer uma única vez, vindo após isso, o juízo, assim também Yahushua, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que O esperam para a salvação. Hb 9:27-28
 
Assim sendo, cremos que, aquele que está em Ulrrim, não peca, mas se porventura vier a pecar, este não retorna para seu estado de Pecado Original, proveniente de Adam, pois se assim fosse, haveria a necessidade de sacrificar novamente a Yahushua, para quitar mais uma vez, uma dívida de herança pecaminosa, que outrora já havia sido paga, além de haver a necessidade de submeter-se mais uma vez a imersão! O que acreditamos é, que o homem que aceitou a Yahushua e, que em um determinado momento, deixou-se dominar pelos atos que o levaram a pecar, arrependendo-se deles e, os confessando, receberá o perdão e, terá no justo que é Yahushua, o seu Advogado, mas, caso não se arrependa de suas más escolhas, mantendo-se na prática do pecado, voltará para o Estado de aborrecedor de Elohim, aquele que anda segundo o curso deste mundo! Esse Estado de Pecado NÃO é o de Adam, mas SIM, o decorrente de sua própria escolha, a qual o afasta de Elohim e, fora de Elohim, bem sabemos não há vida, mas sim a morte! Cada um responderá por suas Ações/Atos! E, conforme nos é ensinado em 2Kafos 2:19, aquele que por alguém é vencido, torna-se servo do vencedor.
 
" Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo, pelo conhecimento do Adon e Salvador Yahushua, o Ungido, forem outra vez envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro. Porque melhor lhes fora não conhecerem o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado; Deste modo sobreveio-lhes o que por um verdadeiro provérbio se diz: O cão voltou ao seu próprio vômito, e a porca lavada ao espojadouro de lama."
 
Observem que o conhecimento acerca do caminho a ser seguido e, o desviar-se dele, faz com que o indivíduo retorne para o PRÓPRIO vômito, ou seja, para os seus Atos pecaminosos! E, dessa vez, o seu retorno torna seu quadro espiritual pior que o outrora!
 

PARTE 2  -  COMPREENDENDO O SIGNIFICADO DE TRANSGRESSÃO

 

No hebraico, encontramos o verbo פשע ( Pãsha'), para designar as seguintes ações: transgredir, prevaricar, rebelar-se, revoltar-se. No que diz respeito a revoltar-se, esta possui duas fases: a 1ª tem em vista e/ou início na independência e; a 2ª tem por fim o estado de independência! No que tange a transgressão, culpa e, castigo, temos no hebraico, o substantivo פשע(Pesha').
 
Vejamos abaixo, alguns textos que separamos no hebraico, onde encontramos o termo Pesha:
 
Amos 2:4 " Assim diz YHWH: Por três TRANSGRESSÕES de Judá, e por quatro, não retirarei o castigo, porque rejeitaram a lei do YHWH, e não guardaram os seus estatutos, antes se deixaram enganar por suas próprias mentiras, após as quais andaram seus pais.

 

Gênesis 31:36 " Então irou-se Jacó e contendeu com Labão; e respondeu Jacó, e disse a Labão: Qual é a minha TRANSGRESSÃO? Qual é o meu pecado, que tão furiosamente me tens perseguido?

 

Dayanul 8:12 " E um exército foi dado contra o sacrifício contínuo, por causa da TRANSGRESSÃO; e lançou a verdade por terra, e o fez, e prosperou."

 

Jó 33:9 " limpo estou, sem TRANSGRESSÃO; puro sou, e não tenho iniquidade."

 

Miquéias 6:7 " Agradar-se-á YHWH de milhares de carneiros, ou de dez mil ribeiros de azeite? Darei o meu primogêncito pela minha TRANSGRESSÃO, o fruto do meu ventre pelo pecado do meu ser?"

 

Já no grego, encontramos o substantivo: Parabasis (παράβασις ), derivado do verbo paraibano, o qual está relacionado a: ir em movimento contrário, isto é, desobedecer a uma ordem, por transgressão, transgredir. Assim sendo, parabasis, assim como o substantivo do qual origina, tem por significado: desobediência e/ou violação à lei, um ultrupassar voluntário de um limite, infração, transgressão e, transgredir, conforme podemos observar nos textos que se encontram em: Rm 2:23; Rm 4:15; Gl 3:19; 1Tm 2:14; Hb 2:2; Hb 9:15.
 
Vejamos abaixo, os termos gregos em destaque, usados para se referir a Transgressão:
 
Hebreus 2:2 " Porque, se a palavra falada pelos anjos permaneceu firme, e toda a TRANSGRESSÃO(παράβασις - parabasis) e, desobediência recebeu a justa retribuição".

 

1Timóteo 2:14 " E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em TRANSGRESSÃO (παραβάσει - parabasei )."

 

Também encontramos no grego o substantivo: paranomia (παρανομία ), derivado do verbo paranomeõ, o qual tem por significado: ser oposto à lei, contrário à lei, isto é, transgredir. Encontramos esse termo nos texto em 2Kafos 2:16 e, o verbo paranomeõ  em Atos 23:3
 
2Pedro 2:16 " Mas teve a repreensão da sua TRANSGRESSÃO (παρανομία - paranomia, substantivo genitivo feminino singular ); o mudo jumento, falando com voz humana, impediu a loucura do profeta."

 

Um exemplo claro de Trangressão, é o de Adam! Este, no momento em que este desobedeceu a uma ordem expressa do IÁURRU, transgrediu e, qual a consequência de sua transgressão? A morte, onde toda a terra foi amaldiçoada! A transgressão de Adam, fez com que todos fossem encerrados debaixo desse pecado, o qual é conhecido como Pecado Original!
 
A Transgressão implica num desejo de fazer a própria vontade, o  desejo de nossa carne, o que envolve uma escolha deliberada, ou seja, um ato de contestação ativa, na qual o indivíduo faz algo, consciente de que, aquilo que está fazendo, é errado. Portanto, na existência de um estatuto, de uma lei e,  ou de uma ordem expressa, a qual deve ser cumprida, no momento em que o indivíduo se coloca acima da desta lei, ele comete uma  Transgressão.


PARTE 3 - COMPREENDENDO O SIGNIFICADO DE INIQUIDADE

 

No Antigo Testamento o termo hebraico para a iniqüidade é Avon (עָוֹן – perversão), geralmente traduzido como ‘vaidade’ outras vezes ‘iniqüidade’ em nossas Bíblias. A palavra hebraica Avon está conectada com a idéia do ato de perversão, ou um ato de distorção intencional e perversão intencional para fins egoístas, egocêntricos, financeiros, religiosos.
 
Também encontrams o termo Aven, o qual é usado é para caracterizar o modo de vida dos que não temem a Elohim e, que não fazem parte do seu aprisco. São esses que se deleitam em causar dificuldades e, infortúnios aos outros, mediante a contenda, maldade. mentiras, enganos, falsidade, hipocrisia, inveja, pensamentos maus, com a finalidade de destuir, matar e, roubar o que é do outro.
 
O iníquo não se vê no outro, ele QUER SER o outro! Ele QUER TER o que é do outro! Por isso, onde está a iniquidade, alí está a contenda e, a destruição.
Vejamos abaixo, alguns textos que separamos onde encontramos o termo iniquidade, Avon (עָוֹן):
 
Isaías 53:6 " Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas YHWH fez cair sobre ele a iniqüidade(Avon) de nós todos."


 

Salmos 32:5 " Confessei-te o meu pecado, e a minha maldade não encobri. Dizia eu: Confessarei a YHWH as minhas transgressões; e tu perdoaste a maldade(Avon) do meu pecado. (Selá.)

 

Salmo 59:2 " Livra-me dos que praticam a iniqüidade (Aven), e salva-me dos homens sanguinários.

 

No grego, encontramos a palavra ανομία ( ἀνομία), a qual é usada para indicar ilegalidade, desacato a lei, injustiça, impiedade ato cruel, desordem moral, manifestação da maldade e, perversidade. No Novo Testamento, anomia foi traduzido por iniquidade.
 
Vejamos o termo Anomia em destaque, nos textos abaixo:
 
Mateus 24:12 " Devido ao aumento da maldade, o amor de muitos esfriará."

 

Romanos 6:19 " Falo como homem, pela fraqueza da vossa carne; pois que, assim como apresentastes os vossos membros para servirem à imundícia, e à maldade(anomia)  para maldade(anomian), assim apresentai agora os vossos membros para servirem à justiça para santificação."

 

Hebreus 1:9 " Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade; por isso Elohim, o teu Elohim, te ungiu com óleo de alegria mais do que a teus companheiros."

 

Quando analisamos o significado de iniquidade, percebemos que o mesmo está relacionado a algo interno, ou seja, aquilo que o indivíduo maquina, planeja, afim de alcançar seus maus intentos. Resumindo, iniquidade diz respeito a pensamentos impuros, propósitos vergonhosos, perversidade de mente, desonestidade e impulsos maus provenientes do que é alimentado na mente do indivíduo.

 

Um exemplo de iniquidade que podemos citar para deixar bem claro acerca desse ato, é: um indivíduo sai de casa rumo ao seu trabalho, com apenas o dinheiro de ida e volta. Tira do bolso um valor X para pagar a passagem do ônibus e, o trocador dá a ele de troco um valor 3 vezes maior do que recebeu dessa pessoa. Mesmo sabendo que recebeu dinheiro a mais, essa pessoa não entrega ao trocador! E, em seu íntimo assim diz: " estou "duro", ou seja, sem dinheiro até pra comprar pão! Vou ficar pra mim esse dinheiro que recebi a mais, pois com certeza, esse valor não fará falta para o dono da empresa!
 
O que esse indivíduo não se atenta é, que ele defraudou um trabalhador que, por falta de atenção, deu troco errado e, esse erro pode resultar em desconto no seu salário e, em alguns casos, até demissão! Percebem como os maus pensamentos, causam prejuizo para terceiros e, também, para quem o pratica? Sim, porque aquele que pratica a iniquidade, traz sobre maldição! Aquele que pensa em tirar vantagem sobre os outros e, sobre tudo na desonestidade, não prosperá em seus maus intentos.
 
Existem inúmeros exemplos que poderíamos citar, mas não é esse nosso objetivo através desse estudo, mas sim, mostrar que, a iniquidade tem por objetivo atender a interesses egoístas! A interesses pessoais e, não ao coletivo e/ou familiar! Em falar na questão familiar, existem pais que são impecilhos para a boa convivência de seus filhos com seus respectivos cônjugues, existem madrastas que são impecilhos para o bom relacionamento de seus enteados com o pai deles, existem mulheres/homens que após terminarem relacionamentos, são impecilhos para a retomada da vida do ex cônjugue e, no relacionamento deste com os filhos e, assim por diante...e, tudo isso com o objetivo de acabar com a felicidade do outro, de modo a fazer da vida do outro, um desastre, assim como é a vida deles!
 
Como podemos perceber, a falta de amor para com o próximo e, o temor para com a palavra de YAHU Elohim, faz com que sentimentos trevosos dominem aquele(a) que NÃO anda no caminho da verdade, da justiça, do perdão, da misericórdia, da emunah e, do amor! E, onde o amor NÃO está presente, YAHU alí, também NÃO está.
 
 
CONSEQUENCIAS DA INIQUIDADE NO MUNDO
 
As consequências da iniquidade no mundo estão descritas no livro de 2Timóteo 3:1-5, onde lemos o seguinte: "Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos, porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Elohim, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te."
 
Observem nas ações de iniquidade sublinhadas no texto acima, somos instruidos a nos afastarmos dos que praticam tais coisas, pois estes nunca chegam ao conhecimento da verdade, mas a todos quanto andam no caminho do YAHU, dando testemunho do viver em novidade de vida, em fé, paciência, amor, não estão isentos de aflições, mas de uma coisa podem ter certeza: YAHU os livra de todas elas.
 
E, para terminarmos esse nosso estudo, compartilhamos com o leitor, a seguinte mensagem: " do coração procedem os maus pensamentos, homicídios, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias. Mas para TODOS que se arrependem de seus maus caminhos, tem sua transgressão perdoada por YAHU e, do mesmo modo, com o perdão do YAHU, tem seu pecado coberto e, sua iniquidade não mais lhe é imputada! Confirmando assim, o que nos foi ensinado: "onde abundou o pecado, superabundou a graça de Elohim, mediante Yahushua, o Ungido.
 
 
Arrependei-vos e, Convertei-vos, para que sejam perdoados os vossos pecados! 
Pois feliz é aquele a quem YAHU não o tem como culpado de perversão e, em cujo Ruach não há hipocrisia!
 

 

Leia mais: https://oholyao-em-queimados-rj.webnode.com/estudos-escriturais/

OBS: Caso tenha gostado de nosso estudo e, dos demais postados em nosso site, responda nossa enquete contida na Página Inicial e, desejando ser notificado a respeito das novas postagens feitas em nosso site, envia-nos seu e-mail.

Contato

Oholyao em Queimados RJ

oholyaodeiaurrushua@gmail.com

Pesquisar no site

© 2014 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode