Congregação localizada em Filadélfia

 
Apocalipse 3:7-13  " Ao anjo da Congregação em Filadélfia escreva: Estas são as palavras daquele que é santo e verdadeiro, que tem a chave de Davi. O que ele abre ninguém pode fechar, e o que ele fecha ninguém pode abrir. Conheço as suas obras. Eis que coloquei diante de você uma porta aberta que ninguém pode fechar. Sei que você tem pouca força, mas guardou a minha palavra e não negou o meu nome. Vejam o que farei com aqueles que são sinagoga de Satanás e que se dizem judeus e não são, mas são mentirosos. Farei que se prostrem aos seus pés e reconheçam que eu amei você. Visto que você guardou a minha palavra de exortação à perseverança, eu também o guardarei da hora da provação que está para vir sobre todo o mundo, para pôr à prova os que habitam na terra. Venho em breve! Retenha o que você tem, para que ninguém tome a sua coroa. Farei do vencedor uma coluna no santuário do meu Elohim, e dali ele jamais sairá. Escreverei nele o nome do meu Elohim e o nome da cidade do meu Elohim, a nova Yerushalaiym, que desce do céu da parte de Elohim; e também escreverei nele o meu novo nome. Aquele que tem ouvidos ouça o que o Ruach diz às Congregações."
 
Começaremos nosso estudo acerca da Congregação localizada em Filadélfia, fazendo uma análise geográfica e demográfica em que esta Congregação estava localizada. E, por que, assim faremos? E a resposta é: para compreendermos que, embora fosse uma Congregação de  "pouca força", manteve-se firme; fiel e, constante nos preceitos do Altíssimo!
 
Vejamos então...
 
A Cidade de Filadélfia, a qual, encontrava-se situada aos pés de um platô montanhoso, sofria constantes abalos sísmicos, mais precisamente, Terremoto, o que deixava seus habitantes temerosos! E, no ano 17 EC, ou seja, dezessete anos após o nascimento do ungido, o que seus habitantes mais temiam, aconteceu: a Cidade foi devastada por um terremoto e, sua reconstrução, somente se deu, anos mais tarde, no governo do Imperador Tibério.
 
Provavelmente o receio em habitar numa área de risco, contribuia para a redução no número de habitantes em Filadélfia e, consequentemente, no que diz respeito ao número de crentes! Daí, pré supormos que, a pouca força da Congregação em Filadélfia, estava relacionada a esse baixo índice populacional, PORÉM, mesmo com pouca força, os crentes dessa Cidade, segundo nos relata Yeshua, mantiveram-se firmes; fiéis e, constantes a Palavra do Altíssimo. 
 
Tamanha perseverança, revela-nos que dentre as Sete Cngregações localizadas na Ásia Menor, a de Filadélfia, foi a única a ser colocada numa posição de honra! Numa condição de segurança... proteção... diante das provações que estavam por vir!
 
Outro ponto importante a mencionarmos é, que ao contrário do que acontecia em outras Congregações, onde todo tipo de heresia, era disseminada no meio delas, desviando desse modo, muitos da emunah, o mesmo, NÃO OCORRIA na Congregação em Filadélfia! Em nenhum momento nos deparamos com o Ungido exortando os crentes de Filadélfia, a respeito de ensinos errôneos que porventura, estivessem sendo disseminado em meio aos crentes! Mas ... sendo eles de "pouca força", o que os diferenciava das demais Congregações, a ponto de doutrinas estranhas, não encontrarem brechas para se disseminarem no meio deles? Cremos que seja o amadurecimento na emunah, onde os crentes dessa Cidade, com suas perdas, temores e, reconstruções, aprenderam a exercitar o que lhes fora ensinado: a perseverança na palavra de Yah Elohim, de modo que, nas adversidades, estivessem aptos a discernirem vozes; sinais; Ruach... sem baixar a "guarda", pois Vigilância; Perseverança e, Emunah, precisam ser preservadas, e reforçadas a todo instante!
 
Daí, o testemunho que Yeshua nos dá acerca desses crentes, causar-nos forte emocão, pois, como bem sabemos, o contexto no qual estes crentes estavam inseridos, como por exemplo, a idolatria de uma sociedade que via em suas divindades, o meio pelo qual poderiam obter segurança, proteção, prosperidade, dentre outras coisas, tornava mais difícil a tarefa de se manterem firmes, confiantes e, fiéis a Palavra do Altíssimo, a qual o Ungido fez resplandecer no meio dos que o receberam!
 
E, além de todos esses desafios externos enfrentados e, superados pelos crentes em FIladélfia, também havia os internos, onde os que se dizendo Yehudim(judeus), não davam testemunho da verdade! Segundo Yeshua, estes não passavam de mentirosos... sinagogas de Satanás! E, nisso, nos vem a mente o seguinte: quantos em sua luta diária, para se manterem firmes na emunah, assim como os crentes em Filadélfia, também tem se deparado com esses combates internos? Combates travados dentro de casa, no trabalho, entre amigos, entre os que se dizem "irmãos"? Pois bem... a esperança que devemos trazer conosco é: nosso Elohim NÃO dorme! ELE conhece nossa pouca força! ELE peleja em nosso favor! Essa certeza deve gerar em nós, descanso, alegria, pois o se manter firme no que cremos e, em quem cremos, coloca-nos em posição de honra no Reino de Yah Elohim!
 
Pode até ser que, em meio a esses combates, você sinta sua força diminuir, ou quem sabe... sentir-se pequeno em meio aos que se mostram grandes, porém a tua fidelidade e perseverança, faz com que o ETERNO se alegre em ti! E, é justamente nesse momento que, achando-se fraco, é que estás forte e, achando-se abatido, é que estás de pé, porque teu Elohim NÃO dorme! Creia, ELE está agindo em teu favor... 
 
E, embora as Escrituras não nos revelam que tipo de provação viria sobre todos os habitantes da terra, uma coisa é certa e, fica clara no texto: os crentes de Filadélfia NÃO seriam provados! Mas como assim? Por que eles seriam poupados? Por acaso, seriam eles melhores que os demais crentes das Congregações da Ásia? E, a resposta é: Claro que NÃO! O fato deles serem poupados, dá-se em razão de que, em toda sua caminhada, deram testemunho de emunah, deram testemunho, como sendo Sal da Terra, onde a palavra do Altissimo lhes servira de tempero, de alimento diário e, fonte na qual saciavam sua sede! Era esse alimento que os fortalecia, de modo que, sendo eles em pouco número, ou seja, com "pouca força", que os mantinham firmes na emunah! Era nessa fonte que buscavam conhecimento, por isso, não havia por que de buscarem em fontes amargas, o saciar de sua sede!
 
Que sejamos como os cerntes em Filadélfia... Firmes, Constantes, Perseverantes, Verdadeiros, Vigilantes, Sal da Terra, de modo que, nas provações, sejamos guardados por Yah Elohim
 
Shalom!!!!!!
 

Contato

Oholyao em Queimados RJ

oholyaodeiaurrushua@gmail.com

Pesquisar no site

© 2014 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode