Viver na Carne NÃO é o Mesmo que Viver Segundo a Carne!

 
Shalom!
 
Através desse estudo, procuraremos mostrar ao leitor, a distinção que há entre o viver na carne e, o viver segundo a carne! E, o primeiro passo para compreendermos a respeito desse assunto é, atentarmos-nos para o Evangelho da Salvação! Compreendermos que, a centralidade do Evangelho, não está nos frutos que damos, mas sim, no sacrifício de Yeshua no madeiro. 
 
Atentar-se para esse fato, é fundamental para que o indivíduo, sinta-se verdadeiramente livre... verdadeiramente perdoado de seus pecados; de suas iniquidades e transgressões! Compreender o que é o Evangelho, faz com que o indivíduo, reconheça  verdadeiramente, o quanto por Yah Elohim, ele é amado! E , nesse amor, ele dá testemunho, mediante os frutos do Evangelho, no qual foi instruído! 
 
Bom... para quem desejar saber a respeito do que é o Evangelho, elaboramos um estudo sobre esse assunto. Segue o link: www.oholyao-em-queimados-rj.com.br/estudos-escriturais/o-evangelho-da-salvacao-nos-basta/
 
Voltemo-nos agora, ao tema do nosso estudo: Viver na Carne, não é o mesmo que Viver segundo a Carne!
 
É muito comum, depararmo-nos com pessoas que associam "carne", ao viver de qualquer maneira, ao viver em pecado!! E, uma frase que já virou bordão quando alguém é pego em atitudes "estranhas", prestes a cometer um pecado, é: "ihhh, o irmão está na carne", vigia, irmão! Ou seja, a carne é entendida por alguns, como sendo uma tendência humana, de fazer aquilo que não é correto; que não é bom, algo que não presta! Mas... se CARNE/CORPO é algo ruim, como explicarmos o fato de que, de acordo com as Escrituras, TUDO o que YHWH fez, O próprio, afirmou ser bom?
 
Assim sendo, cremos que o corpo humano é bom, afinal, sua formação, deu-se de acordo com a vontade do Altíssimo, num um corpo físico, palpável, no qual o homem pudesse sentir e expressar suas emoções e, sensações do mundo a sua volta. Um corpo que, cremos que será transformado na ressureição dos mortos, conforme podemos observar nos textos abaixo:

Filipenses 3:20  " Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador o Adon Yeshua HaMashiach, que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas."

 

1 Coríntios 15:42-46  " Assim também a ressurreição dentre os mortos. Semeia-se o corpo em corrupção; ressuscitará em incorrupção. Semeia-se em desonra, ressuscitará em glória. Semeia-se em fraqueza, ressuscitará com vigor. Semeia-se corpo natural, ressuscitará corpo espiritual. Se há corpo natural, há também corpo espiritual. Assim está também escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente; o último Adão em espírito vivificante. Mas não é primeiro o espiritual, senão o natural; depois o espiritual."

 
Como podemos perceber, o corpo natural, é perecível, pois sofre as consequências do pecado, cujas práticas pecaminosas são realizadas nesse corpo físico!  Entretanto, convém mencionarmos o seguinte: a maldade e/ou, o pecado, NÃO se limita apenas no físico, isto é, no que é palpável e visível, MAS TAMBÉM, naquilo que não é palpável e/ou visível, como por exemplo: pensamentos maus; desejos distorcidos( concupisciência); a forma como olhamos para o que não nos pertence... 
 
Vejamos os exemplos abaixo:
 
MatitYahu(Mt) 5:28 " Eu porém, vos digo que, quem olhar para uma mulher com cobiça, já em seu coração cometeu adultério com ela." 

Yaacov(Tg) 1:14-15, no qual, lemos o seguinte: " mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupisciência. Depois, havendo a concupisciência concebido, dá à luz o pecado e, o pecado, sendo consumado, gera a morte."

 
Mas... nosso objetivo ao abordarmos acerca do CORPO/CARNE, no âmbito físico/palpável, é levar o leitor a compreender a distinção que há, entre o Viver na Carne e, o Viver segundo a Carne. E, de que forma faremos isso? E, a resposta é: analisando o conceito de CARNE/CORPO usado por Shaul para explicar a condição humana!
 
 
ANALISANDO A EXPLICAÇÃO DE SHAUL(Paulo)ACERCA DA CONDIÇÃO HUMANA
 
Compreendermos a condição humana, no âmbito espiritual, é importante, pois, é através dessa percepção, que somos capazes de compreendermos a importância do sacrifício de Yeshua; compreendermos o imensurável amor de Yah Elohim pela humanidade; e, do mesmo modo reconhecermos a importância do Evangelho, o qual tem por finalidade, instruir o homem no caminho da salvação!
 
Mas a questão é: como mostrar a humanidade sua condição espiritual, a qual reflete na sua condição humana? Como nos fazermos entender a alguém que, por não compreender acerca do que é pecado, não se vê na condição de pecador? Daí, a dificuldade de compreender a respeito dos frutos da CARNE e, a necessidade do arrependimento, em relação a esses frutos, os quais, retratam a condição humana fora do Reino de Elohim! Daí, a resistência por parte de alguns, em receberem o Evangelho, uma vez que, por NÃO compreenderem o que este representa, o associam tão somente, ao abrir mão do que mais gostam de fazer, limitando-se, NÃO apenas a condição de quem vive na CARNE, mas TAMBÉM, a condição de quem vive segundo a CARNE!
 
Trazer aos novos crentes helênicos, a explicação acerca da condição humana, de modo a levá-los a compreender o sacrifício de Yeshua e, a importância do Evangelho para que por meio deste, o homem seja instruído no caminho da verdade, exigiu de Shaul, não apenas um profundo conhecimento das Escrituras, mas também, a sensibilidade de colocar-se no lugar do outro, a ponto de conhecer suas dificuldades no que tange a ensinos que, até então para eles, era "estranho", algo à parte do universo Greco-cultural, como por exemplo: ensinos sobre Nefesh; morte; ressureição; pecado; frutos da carne; frutos do Ruach; perdão; amor...
 
Assim sendo, a estratégia usada por Shaul, para se fazer entender perante aos novos crentes helênicos, foi fundamental para que estes, enxergassem NÃO APENAS sua condição humana, MAS TAMBÉM, a eficácia do Evangelho na vida do homem. E, que estratégia foi essa? E, a resposta é: a Teoria da Carnalidade! Você já ouviu falar a respeito disso, leitor?
 
Pois bem...
 
Através dessa Teoria da Carnalidade, Shaul, que era Yehudi(Judeu) e, também fariseu, pegou o conceito de CARNE no judaismo, para explicar a condição humana e, mostrar que, o viver na CORPO/CARNE, NADA TEM A VER COM CARNALIDADE! 
 
E, nisso, você leitor, pode se perguntar: como é esse conceito de Carne no judaismo? E, a resposta é: pra começar, é um conceito  bem diferente daquele, que nos foi transmitido através do cristianismo, no qual, afim de explicar a natureza e/ou formação humana, dividiram o homem em partes( corpo, alma e espírito), é a chamada tricotomia humana! 
 
Entretanto, NÃO encontramos na Torah, o conceito tricotômico! O ensino que encontramos nas Escrituras, revela-nos que o homem é Nefesh, ou seja, um Ser/Pessoa, que do pó da terra foi feito! E, nas narinas desse Ser/Pessoa(Nefesh), Yah Elohim soprou seu fôlego de vida(Nishamat cha-aim), de modo que, este Ser, tornou-se Nefesh Hayah, isto é, Ser Vivente!
 
Percebam que, o ensino na Torah é claro!!!! O Ser criado pelo ETERNO, é NEFESH, o qual foi feito do pó da terra! Daí, compreendermos que, com a morte do homem, Não é tão somente o seu CORPO/CARNE, associado a algo "ruim", que retorna para o pó do qual foi feito, MAS SIM, o Ser completo(NEFESH), ou seja, o homem em sua totalidade, enquanto o fôlego de vida que o vivificou, torna para Yah Elohim, porque a ESTE pertence! 
 
Por isso, a compreensão acerca da formação humana, é fundamental para avançarmos no aprendizado escritural, principalmente, no que tange a doutrina do pecado; da ressureição dos mortos; do arrependimento; da imersão... 
 
Aos que desejarem saber mais acerca do conceito de CORPO nas Escrituras, elaboramos o seguinte estudo: www.oholyao-em-queimados-rj.com.br/estudos-escriturais/estudo-sobre-corpo-alma-e-rurra-corrompido-para-espirito-/compreendendo-a-respeito-do-corpo/
 
 
Continuando...
 
Como já dissemos, CORPO/CARNE nas Escrituras pode ter vários significados: podendo ser literal ou metafórico. E, no que tange ao conceito literal, o conceito de CARNE/CORPO no judaismo, é usado para se referir tanto ao corpo humano, quanto ao corpo de animal, em sua totalidade, conforme podemos observar nos textos abaixo:

Gênesis 7:15  " E de toda a CARNE, em que havia Ruach Cha-aim, entraram de dois em dois para junto de Noah na Arca."  ( faz referência a todos os animais que entraram na Arca)

Gênesis 17:13  " Com efeito será circuncidado o nascido em tua casa e, o comprado por teu dinheiro e, estará a minha aliança na vossa CARNE por aliança perpétua." ( refere-se a aliança feita pelo Altíssimo para com o homem, através da circunsição)
 

Êxodo 29:31,32  " E tomarás o carneiro das Consagrações e cozerás a sua CARNE no lugar santo e, Arão e seus filhos comerão a CARNE deste carneiro e, o pão que está no cesto, à porta da Tenda da Congregação." ( o carneiro é sacrificado)
 

Salmos 109:24  " De jejuar estão enfraquecidos os meus joelhos e, a minha CARNE emagresse." mento do homem( refere-se ao emagressiem deocrrência do jejum, o homem emagresse)

Eclesiastes 4:5  " O tolo cruza as suas mãos e, come a sua própria CARNE." ( o tolo(pessoa) devora a si mesmo)
 
 
 
COMPREENDENDO A DIFERENÇA ENTRE O VIVER NA CARNE E O VIVER SEGUNDO A CARNE
 
 
Bom... já vimos que o corpo é bom! Porém, já na época dos Apóstolos, havia quem afirmasse o contrário e, por incrível que pareça, ainda há, nos dias de hoje, quem afirme o mesmo! Mas, a questão é: por que, NÃO acreditam que o CORPO é bom? E, a resposta é: em razão de doutrinas "estranhas" que se propagaram em meio aos crentes, como por exemplo: o Gnosticismo, o qual servia de base filosófica e religiosa, para explicar a formação do homem! Por isso, foi duramente combatida pelos Apóstolos, pois seu ensino era contraditório aos ensinos Escriturais.
 
Numa breve explicação acerca do Gnosticismo, convém mencionarmos o seguinte: este apregoa um universo dualista, no qual é travado a luta entre o bem e o mal! E, nessa luta, segundo os gnósticos, o mundo foi criado pelo "deus" mal, o qual eles chamam de demiurgo, responsável por todas as tragédias relatadas nas Escrituras. Foi esse "deus" mau que, segundo os gnósticos, aprisionou a alma dos homens, em um corpo humano.
 
É a partir desse ponto, que começamos a dar novos passos, rumo a compreensão do que é viver na carne e, o viver segundo a carne!!!
 
Vejamos...
 
Segundo o Gnosticismo, o CORPO não "presta"! O que "presta" para eles, é o que está "dentro" desse CORPO, que na concepção grega, é nominada por "Alma". ( sugerimos ao leitor que, acesse o estudo que elaboramos sobre Nefesh, traduzido erroneamente para Alma em nosso idioma - Segue o link: www.oholyao-em-queimados-rj.com.br/estudos-escriturais/estudo-sobre-corpo-alma-e-rurra-corrompido-para-espirito-/compreendendo-a-respeito-do-que-e-alma/ ).
 
Assim sendo, de acordo com o gnosticismo, a parte boa do homem, ou seja, sua "alma"/"homem interior", para ser verdadeiramente livre, precisa se libertar do que a aprisiona! E, o que mantém essa "alma" presa? E, a resposta segundo os gnósticos é:  o CORPO, o qual é tido como algo ruim; mau; pecaminoso; corruptível. E, de que maneira é possível, tornar a "alma" liberta do Corpo? E, a resposta segundo os gnósticos, é: através do Conhecimento, aliado ao Esoterismo( uso dos elementos naturais: água, fogo, terra, ar).
 
Portanto, na concepção gnóstica, o homem NÃO é salvo mediante o sacrifício do Ungido no madeiro, mas sim, pelo conhecimento que se alcança acerca do Criador "bom" do Universo.
 
É esse caráter sincrético, no qual se mistura conceitos filosóficos e esotéricos, que o gnosticismo busca conhecimento transcendental acerca do que lhe é "Oculto"... acerca do que diz respeito a natureza espiritual tanto do Altíssimo, quando de seu Ungido ( Yeshua HaMashiach) e, também, do próprio ser humano! Acerca desse assunto, elaboramos o seguinte estudo: www.oholyao-em-queimados-rj.com.br/estudos-escriturais/o-perigo-das-falsas-doutrinas/
 
Continuando ... 
 
Com base no que mencionamos até aqui, dá para imaginarmos, o quão árduo foi a missão dos Apóstolos em apregoar o Evangelho. Quão árduo foi a missão de Shaul em apregoar as Boas Novas para os gregos e, instrui-los acerca do Pecado, que na visão greco-filosófica, não existe! Quão árduo foi a missão de Shaul em mostrar a esses novos crentes que, TUDO o que Yah Elohim faz é bom! TUDO o que provém de Yah Elohim é bom, quer seja no âmbito material; quer seja no âmbito espiritual!
 
Daí, Shaul, a luz do conhecimento escritural, apresentar-nos um entendimento reformulado acerca do conceito judaico de CORPO/CARNE(BASAR), para explicar a condição humana, contrapondo dessa maneira, a doutrina gnóstica. E, de que maneira ele faz isso? Mostrando que O VIVER NA CARNE, está relacionado ao nosso corpo físico, no qual manifestamos nossas emoções( alegria/tristeza/medo...), onde sentimos frio/calor; distinguimos entre o doce/amargo/salgado, onde sofremos as mazelas do dia dia... enfim, é o nosso viver natural, onde nascemos, crescemos e, morremos. Já, o VIVER segundo a CARNE, está relacionado a atos pecaminosos que praticamos nesse CORPO físico, é o que conhecemos por frutos da Carne, ou seja, a inclinação do homem em fazer o que é mal.
 
Vejamos os textos abaixo:
 
Tehilim(Sl) 63:1  "  Elohim, tu és meu EL, de madrugada te buscarei; o meu ser(nafeshi) tem sede de ti; a minha carne(besari) te deseja com ardor como uma terra seca e esgotada, onde não há água."
 
O texto acima, é um exemplo claro do que é viver na carne! Percebam que o salmista busca no seu Elohim, tudo aquilo que, o seu Ser necessita, para lhe revigorar o ânimo!

Gálatas 5:19-20  " Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades... "
 
Percebam no texto acima, o exemplo do que é o VIVER SEGUNDO A CARNE, ou seja, segundo a inclinação do homem em fazer o que é mal, no intuito de satisfazer seu próprio desejo, sem se importar com as consequências de seus atos pecaminosos!
 

1 Pedro 1:23,24  " Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre. Porque toda a carne é como a erva,e toda a glória do homem como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor."

 

O texto acima, é mais um exemplo claro do que estamos falando acerca do que é VIVER NA CARNE, ou seja, o viver natural! Percebam que esse viver na Carne, é comparado a erva, a qual nasce, cresce e, morre, assim como acontece com o homem.

 

Bom... resumindo... o ensino que queremos repassar para o leitor é o seguinte: quando alguém vos disser: " o irmão está na Carne!", concorde, porque, literalmente TODOS nós estamos na carne, pois é nessa carne/corpo que sentimos, que nos expressamos, que agimos! Porém, quando alguém vos disser: o irmão está vivendo segundo a carne", PREOCUPE-SE! Porque se assim for, faz-se necessário verificar onde caiste, porque o viver segundo a carne, é deixar-se dominar pelo seu próprio desejo!

Contato

Oholyao em Queimados RJ

estudosescriturais@gmail.com

Pesquisar no site

© 2014 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode