Estudo Sobre Jejum

 
O que tem lhe faltado, tanto quanto o comer e, o beber? É exatamente em favor do que lhe falta, que deves jejuar!
 
 
Está aí, um assunto que norteia a mente de muitos que estão sendo inseridos na Oholyao de IAURRÚSHUA e, na mente de alguns que já se encontram há tempos na Oholyao! Afinal de contas, faz-se ou não necessário o Jejum nos dias de hoje? O que as Escrituras nos ensinam a respeito desse assunto?
 
Antes de mais nada, precisamos ter em mente o seguinte: NOSSO FOCO DEVE ESTAR NOS ENSINOS DE IAURRÚSHUA e, NÃO nos conceitos do mundo !!
 
Infelizmente o que dificulta a compreensão do Jejum na Oholyao, como tantos outros assuntos, é o fato de muitos que nela são inseridos, focarem-se no sistema que outrora os regia, de modo a determinarem o que pode ou não ser realizado na Congregação do IÁURRU! 
 
O que se faz necessário compreender é, que quando não buscamos o aprendizado na Congregação, somos, automaticamente, levados a recorrer a nossa bagagem cultural e, religiosa do meio de onde saímos! Daí compreendermos a importância do Novo Nascimento e, da renovação de nossa mente em IAURRÚSHUA o Ungido, porque somente através dessa renovação, somos capazes de compreender o que provém ou não do IÁURRU! Somente atráves dessa renovação, somos capazes de discernir o puro do impuro, o santo do profano, o certo do errado e, a verdade da mentira!
 
O perigo em olhar para o meio de onde saimos, está no resultado dessa ação, ou seja, a qual nos impede compreender a real mensagem que IAURRÚSHUA nos concedeu, a saber: " Podem porventura andar tristes os filhos das bodas, enquanto o esposo está com eles? Dias, porém, virão, em que lhes será tirado o esposo, e então jejuarão."
 
Diante do texto citado acima, enquanto muitos se perguntam Como a Congregação vê o jejum nos dias de hoje, outros, precisam primeiramente compreender o que é jejum! E, outros, compreenderem acerca do seu propósito! Assim sendo, através desse estudo, propomo-nos a ensinar que o jejum tem um significado profundo na nossa vida espiritual e, em nossa vida material! E qual seria esse significado profundo? A resposta é: o Jejum, leva-nos a olharmos para dentro de nós mesmos, afim de buscarmos exatamente o que nos faz falta! Pois do mesmo modo que nosso corpo tem necessidade da comida e, da bebida, nossa vida espiritual também tem as suas necessidades! Tem um texto nas Escrituras que diz assim: " a minha alma tem sede de ULRRIM." É essa falta e/ou ausência do que necessito e, anseio receber, que me leva através do Jejum e, da oração, a buscar no IÁURRU o que me faz falta.
 
É nesse momento que entra o propósito do jejum, seguido de oração! E que propósito é esse? A resposta é: o de consagrar-se a IÁURRU afim de recebermos dELE, o que nos falta! Mas para isso, precisamos examinar a nós mesmos, afim de tomarmos o conhecimento do que temos falta! E assim fazendo, através do Jejum e oração, manifestamos os seguintes princípios Ulrrímicos: DEPENDÊNCIA, HUMILDADE, SUBMISSÃO e, EMUNAH! O recorrer ao Jejum, é como falarmos para nós mesmos e, perante a nuvem de testemunha que nos rodeia as seguintes palavras: " De tudo quanto tenho falta, somente TU, IÁURRU, podes me conceder! "
 
Vejamos os exemplos abaixo:
 
1º Exemplo: Daoud ( Ler 1Sm 12:15-25)
 
É um texto rico em informações e, ensinamento a respeito do jejum. Vejam que o rei David diante da enfermidade que assolou seu filho com Bete Seba, prostrou-se em terra , jejuando e intercedendo perante a IÁURRU, em favor de seu filho.
O que nos chama a atenção são os seguintes pontos:
 
a) Daoud recebera do IÁURRU através do profeta Natan uma sentença pelo seu pecado, a saber: a morte de seu filho com Bete Seba;
b) Por confiar na misericórdia do IÁURRU, Daoud recorreu a ESTE, afim de obter o que naquele momento ele mais precisava;
c) após a concretização da vontade do IÁURRU, restou a Daoud contentar-se com a sua justiça. Levantou-se da terra, lavou-se, se ungiu, mudou de roupas, e entrou na casa do IÁURRU, e adorou. Em seguida foi à sua casa, e pediu pão.
 
Observem que, no caso do Rei David, o propósito de abster-se de refeições e, voltar-se a oração, deu-se afim de obter do IÁURRU miserícórdia em favor de seu filho com Bete Seba. E quanto a você, leitor? O que lhe falta?
 
2º Exemplo: Rainha Hadassa ( Ester) - Sugerimos que leiam o livro de Ester cap.3 a 4 
 
Neste livro, temos mais um ensinamento a respeito de jejum e, o seu propósito, a saber: a salvação para os Yaohudim! 
 
Decorrendo as Escrituras, deparamo-nos com Hamã, o qual após ter sido engrandecido pelo rei Assueiro, passou a ocupar lugar de destaque no reino, de modo que todos os servos que estavam a porta do rei, tinham que se prostar e, inclinar-se diante dele! O que Mardoqueu não fazia.
 
Ciente desse fato, suscitou em Hamã grande ira, a ponto de buscar através de um decreto selado com o anel do Rei, a destruição tanto de Mardoqueu, quanto de todos Yaohudim, onde príncipes e govenadores das províncias do Rei Assueiro, ficaram encarregados de destruírem, matarem, e fazer perecer a todos os Yaohudim, desde o jovem até ao velho, crianças e mulheres, em um mesmo dia, além de saquearem seus bens!
 
Sabedor de tais intentos, Mardoqueu fez com que sua sobrinha Hadassa(corrompido para Ester) também tomasse conhecimento, esperando que a mesma intercedesse em favor de seu povo, perante o Rei! E, a palavra de Ester para seu tio foi: " Vai, ajunta a todos os Yaohudim que se acharem em Susã, e jejuai por mim, e não comais nem bebais por três dias, nem de dia nem de noite, e eu e as minhas servas também assim jejuaremos. E assim irei ter com o rei, ainda que não seja segundo a lei; e se perecer, pereci. "
 
Observem atentamente, que em meio aos Yaohudim havia uma falta e/ou uma necessidade: Serem salvos da fúria de seu grande inimigo! E quanto a você , leitor? Do que tem tido falta?
 
3º Exemplo: IAURRÚSHUA o Ungido
 
Manyaohu(Mt) 4:1-2 "Então foi conduzido IAURRÚSHUA pelo Ruach ao deserto, para ser tentado pelo diabo. E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome;"
 
O ser conduzido ao deserto, tinha um propósito: A provação! O resistir as forças espirituais do mal! Aquele que não está apto a dar testemunho de sua emunah diante de si mesmo, não tem como dar perante as nuvens de testemunhas que o rodeia! Não tem como combater as ações trevosas que lhe sobrevém!
 
Um dos pontos em que IAURRÚSHUA foi tentado, estava naquilo que lhe faltava no deserto: Comida! " Se tu és o Filho de ULRRIM, manda que estas pedras se tornem em pães. "  -  Manyaohu(Mt) 4:3
 
O consagrar-se a ULRRIM, faz com que vençamos batalhas espirituais que, não tem como serem vencidas na carne!  E quanto a você, leitor? O que lhe falta para vencer, o que em si mesmo é impossível conseguir?
 
Analisemos, novamente o seguinte texto:  " Podem porventura andar tristes os filhos das bodas, enquanto o esposo está com eles? Dias, porém, virão, em que lhes será tirado o esposo, e então jejuarão. "
 
Diante dessas palavras, podemos parafrasear da seguinte maneira: enquanto o noivo está presente, há festa para os convidados! Comida e bebida, não faltam! Onde o noivo está, há alegria, ao invés de dor! Há paz, ao invés de guerra! Mas quando o noivo lhes for tirado, virá o choro, virá a dor, a angústia, as aflições! E assim sendo, jejuarão, de modo que revestidos do poder de ULRRIM e, renovados na emunah, sejam capazes de suportarem as aflições nesse mundo!
 
Num artigo da Revista Morasha, encontramos o seguinte comentário a respeito do Jejum: " A idéia do jejum tanto nos dias de hoje, quanto antigamente, é de tomar consciência de que algo está faltando para mim hoje, no caso, a comida e, a bebida e, com isso, deve-se meditar durante esse dia, sobre o motivo pelo qual Elohim ordenou jejuar. Desta forma, fica mais fácil conscientizar-se de que há algo faltando no comportamento e, assim, aprimorar-se."
 
Portanto, examinando cada um a si mesmo, veja o que lhe falta, para apresentar-se irrepreensível perante a Elohim! Veja o que lhe falta, hoje, para que tenhas paz e, consigas vencer os dias maus! Pois é exatamente essa falta e/ou ausência do que lhe é necessário, que precisará buscar no IÁURRU através de jejum e oração, visto que, há situações que só orar não basta! É preciso jejuar! Lembrando que jejum sem propósito é passar fome! É dieta. Tenham em mente o seguinte: Nem tudo se vence na carne, ou na sabedoria humana! Há situações que se faz necessário consagrar-se para adentrarmos no reino espiritual e, assim como IAURRÚSHUA resistirmos as tentações, quando formos levados ao deserto!
 

Contato

Oholyao em Queimados RJ

oholyaodeiaurrushua@gmail.com

Pesquisar no site

© 2014 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode