Família: Conversando Sobre Casamento

 " Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá a sua mulher e, eles se tornarão uma só carne."
Bereshit(Gn) 2:24
 
 
Enfim, após abordarmos a respeito de família, de "namoro" na oholyao e, a respeito de "namoro de jugo desigual, chegou o momento de abordarmos sobre CASAMENTO! Já vimos nos estudos anteriores, que casamento é algo que agrada a Yah(YH), pois foi ELE mesmo quem o instituiu como algo bom para a vida do homem e, da mulher, de modo que estes possam manifestar um para com o outro, o que da parte de Elohim tem recebido: o Ahavah(amor)! 
 
Sabemos que para se chegar até aqui, foi necessário um grande esforço e, tudo isso, por acreditar que vale a pena viver uma vida a dois! Mas diante dessa novidade de vida, uma infinidade de pensamentos transbordam na mente dos noivos, tais como: E agora? Esperamos tanto por esse momento! Como fazer com que ele dure até que a morte nos separe? E as contas da casa? E os filhos? Será que conseguiremos dar conta de tanta responsabilidade?
 
Quem já é casado, sabe como são essas coisas, mas não custa rever tais conceitos e, os que ainda não se casaram, precisam aprender o que é o casamento na Congregação de acordo com os princípios ETERNOS! Sim, falar sobre isso é importante, porque infelizmente, nem todos nasceram em uma família onde os Nomes Sagrados são conhecidos e, o temor do Yah, o princípio de toda a sabedoria! Portanto o que os move a fazer algo, não está pautado nos princípios do Yah, mas sim, em conceitos adquiridos fora de Elohim! 
 
Diante disso, ao serem inseridos na Congregação do Yah, muitos ainda trazem consigo conceitos do meio de onde sairam. E, embora muitos desses conceitos sejam até escriturais, precisamos ter em mente o seguinte: quem os instruiu no aprendizado desse conceito? Que Ruach os revelou acerca do que é bom aos olhos do CRIADOR? Daí compreendermos a necessidade da renovação da nossa mente no Mashiach(Ungido) Yeshua, pois somente com a nossa mente renovada, é possível conhecermos e nos sujeitarmos a vontade de Elohim! Somente com nossa mente renovada, podemos perceber que existe um padrão estabelecido no que diz respeito a casamento e, conhecer esse padrão resulta em benção na vida do casal e, na vida familiar constituída!
 
Enquanto o mundo ensina: " casou, não deu certo, separa!" , o padrão do Yahu nos instrui em algo MAIOR e MELHOR, a saber: o AHAVAH(amor)! Somente o amor mantém firme e, inabalável o que IÁURRU instituiu como sendo bom aos seus olhos!
 
Portanto, compreender a respeito do Ahavah(amor) é fundamental, porque é ele a base que sustenta o casamento! É nele que encontramos os atributos necessários para manter um casamento: paciência, humildade, benignidade, mansidão e, emunah! E como disse o emissário Shaul: " Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria." 1Cor 13:1-2
 
Diante disso, o que precisamos ter em mente é: NÃO é o casamento que sustenta o amor, mas SIM o amor que sustenta o casamento! Assim sendo, quem não é capaz de amar a seu cônjugue tanto quanto ama a si mesmo, NÃO ESTÁ APTO PARA CONTRAIR MATRIMÔNIO, pois o amor NÃO É EGOÍSTA! O amor NÃO busca seus próprios interesses, explorando e/ou tirando proveitos da generosidade daquele que ama. Ao contrário, a essência do amor está em compartilhar, em se dar e, entregar-se em favor daquele que se ama! E o primeiro a servir de exemplo a respeito do amor, foi Yah, O qual por muito nos amar, entregou seu Filho Unigênito para ser sacrificado, afim de que através dELE, nossa dívida de pecado fosse paga e, consequentemente, fôssemos reconciliados com Elohim! Portanto,  aquele não está disposto a entregar-se por amor ao seu cônjugue e, suportar em amor, as diferenças, NÃO ESTÁ APTO A CONTRAIR MATRIMÔNIO! 
 
Ao pesquisar a respeito do ahavah(amor), no que tange a casamento, deparamo-nos com o seguinte ensino na Revista Morashá: " Nossos sábios ensinam que Adão (grifo nosso: Adam) estava só porque não havia alguém a quem ele pudesse se "dar". Com a criação de Eva, as coisas mudaram. Alguém precisava dele e de seu amor, assim como ele precisava do dela. A palavra hebraica para amor - ahavá vem da raiz hav, que significa dar, o que já indica quão importante é saber "doar-se" ao "bechirat libó", ou seja, o eleito de seu coração."
 
Dando sequência em nossa pesquisa, acerca da afirmação feita acima, encontramos as seguintes definições da raíz Hav:
 
1 - Dicionário Hebráico-Português e Aramaico-Português pg.52: 
 
הַב dá!, dai!, vinde!, eia!
(verbo)
 

הַב 
(verbo)

Transliteração: hav 
Tradução: dê!, traga!

 
Como podemos perceber, o casamento retrata exatamente o que YAH(YH) É, e o que ELE manifesta em favor da humanidade: AHAVA(AMOR)! Daí compreendermos porque aos seus olhos, o casamento é visto como algo bom, pois requer tanto do homem, quanto da mulher a capacidade de renunciar a si mesmo em favor do outro! A capacidade de amar sem peso e, sem medida! Quer saber como manter o casamento até que a morte os separe? AME! Pois somente o amor é capaz de suportar as diferenças! Somente o amor é capaz de perdoar, de maneira plena, de modo que, o perdoar não seja um transtorno  e/ou, um pesar na vida de quem perdoa e, muito menos, na vida de quem precisa ser perdoado! Somente o amor, é capaz de nos fazer enxergar nosso cônjugue, como a parte que precisa receber de nós, o melhor do que temos a oferecer no que diz respeito a: tempo, dedicação, carinho, paciência, companherismo, sexo. 
 
Quando não há conhecimento do amor, torna-se impossível, colocá-lo como base de um casamento! E, não sendo o amor a base de um casamento, como torná-lo inabalável? O amor não suspeita mal! O amor não arde em ciúme! O amor jamais acaba! Sendo assim, por que temos visto tantos casamentos desfeitos? Famílias cheias de traumas? A resposta é: Porque falta-lhes AHAVAH(AMOR)! Falta-lhes conhecer o AMOR! Aquele que tem em si, o amor, tem condições de oferecer ao outro, o amor que o outro não tem... o amor que o outro necessita!
 
Como já mencionamos nessa postagem: Aquele que vive para satisfazer apenas a si mesmo, não está apto a contrair mantrimônio, pois o amor não é egoista, antes, deleita-se com a Justiça e, com a Verdade! 
 
Por isso, mais uma vez reafirmamos a importância de conhecermos o AMOR! Sem ele, somos como um metal que soa ou como um sino que tine..., ou seja, sem AMOR, nada somos!
 
 
Uma vez li a seguinte frase: "Amar não é apenas receber as rosas e, se alegrar com seu perfume, mas também estar disposto a lhe dar com os espinhos que ela traz consigo!"
 
O suportar, é uma tarefa árdua e, um exercício constante, a qual requer tanto do homem, quanto da mulher o que somente por AMOR somos capazes de fazer: SUPORTAR! Compreender acerca dessas coisas, leva-nos a manifestarmos o que primeiramente Yah manifestou para conosco: o ahavah(amor)!
 
Diante disso, sabedores que o momento do casamento, é algo que gera nos noivos uma grande expectativa, afinal, o que antes era um, a espera do outro, agora, serão dois, que se farão um só, a primeira coisa a se ter em mente é: o estar decidido a unir-se a uma pessoa, é assumir responsabilidade e, o primeiro passo é deixar a casa dos pais! Querem crescer? Então precisarão andar juntos, tomarem decisões juntos, aprenderem juntos, de modo que, juntos aprendam a dividir /compartilhar responsabilidades! Não lancem sobre os pais a responsabilidade que compete ao casal! Suas contas, os filhos que vierem a ter, as decisões que tiverem de tomar, são de responsabilidade do casal! Ouvir bons conselhos, tanto dos pais, quanto dos mais velhos, ajuda-nos a obter sabedoria, mas lembrem-se: agora, casados, os cônjugues terão a chance de colocar em prática o que aprendeu e, pelo testemunho será possível observarmos se há ou não a manifestação do amor!
 
Em uma matéria a respeito de casamento, na Revista Morasha, lemos o seguinte a respeito desse assunto: Casar-se significa unir-se à nossa metade que reside em um corpo diferente. O casamento é a reconexão de duas partes em um todo, e, assim sendo, é a cura para muitas feridas. Em hebraico, a palavra para homem é “Ish”, que contém a letra Yud; e a palavra mulher, “Ishá”, contém a letra Hei. Ambas formam um dos Nomes de Elohim: יה(Transliteramos:YH e, pronunciamos: YA). Isso significa que quando um homem e uma mulher vivem juntos com amor e harmonia e respeito, Elohim habita em seu meio."
 
 
1ª ANÁLISE - COMPREENDENDO O SIGNIFICADO DE CASAMENTO
 
De acordo com o Dicionário Michaelis, casamento tem o seguinte significado: 1 - União legítima de homem e mulher. 2 - União legal entre homem e mulher, para constituir família.
 
As Escrituras também nos fornece um significado semelhante, quando nos revela em Bereshit(Gn) 2:24 o seguinte: " o homem deixará pai e mãe e se unirá a sua mulher e, eles se tornarão uma só carne."
 
Por isso é importante conhecermos o Padrão do Yah para a vida dos que são seus, a começar pelo que diz respeito a casamento, afim de que na obediência, as benção do Altíssimoestejam sobre essa união matrimonial.  É o que chamamos de Pacto a três, isto é, um pacto onde tanto o homem, quanto a mulher consentem em tornar-se uma só carne, tendo Yah como aquELE que abençoa essa união! Como aquELE cujo amor está presente nessa união, de modo que o que ELE uniu, não separe o homem.
 
 
2ª ANÁLISE - COMPREENDENDO O PROPÓSITO DO CASAMENTO
 
Aos que estão acompanhando o estudo a respeito de Família, leram a respeito de "namoro" na Congregação, já sabem qual o propósito Casamento, mas vale a pena relembrar esta postagem, afim de trazermos a memória que, "Namoro" é coisa séria" "Namoro é compromisso firmado para Casamento e, Casamento é um compromisso para a vida toda, casamento é para a constituição de uma família!
 
Vejamos o texto abaixo:
 
Marcos 10:6-9 " Porém desde o princípio da criação, Elohim os fez macho e fêmea. Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á a sua mulher, E serão os dois uma só carne; e assim já não serão dois, mas uma só carne. Portanto, o que Elohim ajuntou não o separe o homem."
 

3ª ANÁLISE - O QUE YAH(YH) REQUER DE CADA UM DOS CÔNJUGUES

 
O que YAH quer para os cônjugues é que eles sejam felizes! Mas a questão é: Como se alcança tal felicidade? Cremos que a resposta seja, buscando conhecer ao Altíssimo! Atentar-se para seus preceitos, de modo que na obediência a palavra de Elohim, por ESTE sejamos abençoados, iluminados e, tenhamos shalom(paz/harmonia)!
 
E, nisso alguém pode se perguntar: " o sujeitar-se a vontade do Altíssimo, faz com que os cônjugues não passem por aflições? Faz com que o casamento se mantenha até o fim da vida destes? Faz com que a vida do casal, seja um mar de rosas, onde Tudo são flores? E, a resposta é: NÃO! Esse tipo de pensamento não condiz com a realidade e, nem com os ensinamentos de Yeshua o Ungido, O qual nos disse o seguinte: " No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, EU venci o mundo." Yohanan(Jo) 16:33
 
Como podemos perceber, o fazer a vontade Elohim, não nos torna imunes a aflições, ao contrário, faz-nos provados a todo instante, na busca pela carreira que nos está proposta, afim de que a nuvem de testemunha que nos rodeiam, vejam e aprendam conosco o que é viver em novidade de vida! Diante disso, o testemunho que damos, reflete tanto no reino visível, quanto no invisível a diferença que há entre os que servem e, os que não servem a Yah Elohim !
 
Conhecer o que Yah requer de cada um dos conjugues é fundamental, pois auxilia-nos a fazer as escolhas certas... a nos inclinarmos para o que é bom! Quando os cônjugues não se atentam para o que Yah requer de cada um deles, a tendência é cada um agir segundo seus "achismos", segundo os costumes e tradições que lhes foram repassados, quando ainda estavam mortos em delitos e pecados. É nesse momento que o ahavah(amor) deixa de encontrar espaço na vida do casal e, no lugar dele, passa a ser manifesto a independência, a rebeldia, a soberba, o egoísmo, a mentira, a desconfiança, o ciúme, até que...o que era para ser: até que a morte os separe, acaba antes do fim!
 
As Escrituras nos oferece uma série de informações referente ao que se requer de cada cônjugue, mas digo-lhes, SEM AMOR, ainda que essas informações sejam conhecidas, ainda que elas estejam registradas em sua memória e/ou, colocadas em quadros pendurados em uma parede, de nada adiantará! O AMOR requer de ambos AÇÃO! O falar é muito bonito, mas é no exercício do que se aprende e recebe, que damos testemunho do que cremos, do que somos e, do que temos!
 
Portanto: "Maridos, amai vossa mulher, como também Yeshua amou a Congregação e, a Si mesmo se entregou por ela, para que a santificasse, pela lavagem de água pela palavra, para a apresentar a Si mesmo Congregação gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, porém santa e sem defeito. Assim também os maridos devem amar a sua mulher como ao próprio corpo. Quem ama a esposa a si mesmo se ama. Porque ninguém jamais odiou a própria carne; antes, a alimenta e, dela cuida, como também Yahushua o faz pela Congregação.
 
Lembrem-se: " Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo." (Efésios 5:28)
 
Portanto: "Mulheres, sejam submissas ao seu próprio marido, como a Yeshua; porque o marido é o cabeça da mulher, como também Yahushua é o Cabeça da Congregação, sendo este mesmo o salvador do corpo. Como, porém, a Congregação está sujeita a Yeshu, assim também as mulheres sejam em tudo submissas ao seu marido". - Efésios 5:22-24
 
Lembrem-se: Pela vossa conduta de retidão, submissão, sabedoria e,humildade, podem ganhar vosso marido sem fazer uso de palavras, mas também pela vossa conduta de rebeldia, insubimissão, independência, desdenho, pode atrair para si terríveis danos! Pois como nos foi ensinado, " a mulher sábia, edifica a sua casa, mas a tola a destrói com as próprias mãos."
 
Aos casais damos a seguinte recomendação: "Andai em AHAVAH(amor), como também Yeshua o Ungido vos amou e, entregou-se a si mesmo por nós em oferta e sacrifício a Elohim, em cheiro suave." (Efésios 5:2)
 
Não é difícil viver o amor! O difícil é viver sem ele! Pois sem amor, nada somos! Nada podemos! Nada temos! Somente através do amor nos tornamos a imagem e semelhança de Elohim! Somente através do amor, somos capazes de enxergar no outro, uma parte de nós mesmos!

 

OBS: Caso tenha gostado de nosso estudo e, dos demais postados em nosso site, responda nossa enquete contida na Página Inicial e, desejando ser notificado a respeito das novas postagens feitas em nosso site, envia-nos seu e-mail.
 

 

Contato

Oholyao em Queimados RJ

oholyaodeiaurrushua@gmail.com

Pesquisar no site

© 2014 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode