Os Gêneros Literários da Bíblia

Shalom!

Nosso objetivo através desse estudo, é mostrar que, para se fazer uma boa análise crítica textual, principalmente quando se trata de textos bíblicos, a compreensão de Gêneros Literários, é FUNDAMENTAL!!! E, por que, assim afirmamos? E, a resposta é: porque o conhecimento a respeito desse assunto, ajuda-nos a compreender e/ou discernir que tipo de mensagem, o autor do texto quer transmitir ao leitor! 

Por outro lado, a ausência desse conhecimento, contribui para que o Evangelho da Salvação, seja muito das vezes apregoado de forma errônea, colocando sobre o crente, um peso além do que ele pode suportar, ao invés de tornar o seu fardo mais leve! 

Daí, a identificação dos Gêneros Literários nos textos bíblicos, como por exemplo: sua estrura linguística, é fundamental para a compreendermos a mensagem do ETERNO, contido nas Escrituras.

Assim sendo, pontuaremos ao longo desse nosso estudo, alguns Gêneros Literários existentes no texto bíblico e, começaremos nossa abordagem, pelo Tanach, conhecido por "Antigo testamento".

 

GÊNEROS LITERÁRIOS NO TANACH ( CONHECIDO POR  ANTIGO TESTAMENTO )

 

- Texto Narrativo:  . Este gênero literário chamado narativo é o mais usado no texto bíblico do antigo testamento, quase 40% deste é narrativo, Levando-se em conta que o chamdo Antigo Testamento ocupa a maior parte do texto bíblico, a narrativa consequentemente ocupa a maior parte da literatura bíblica. Os livros que são compostos por narrativas são: Gênesis, Josué, Juízes, Rute, 1 e 2Samuel, 1 e 2Crônicas, Esdras, Neemias, Daniel, Jonas e Ageu.

Como é composta uma narrativa? Esse tipo de texto é composto por um narrador, que é quem conta a história,é composto também por personagens,aqueles que interagem na história,com os os cenários onde a história se desenrola, história está situada em um certo perído de tempo, ou seja, em que época a história acontece e, o enredo, que é como essa história se desenvolve.

 

- Epopéia : É um tipo de texto que exalta as ações de alguém que é visto com um espécie de "herói" de um povo. No texto bíblico, essa linguagem fica evidente, quando se refere a Abraão, Gideão e David, por exemplo. 

 

- A tragédia, é um outro tipo de texto narrativo, encontrado em textos bíblicos, no qual é descrito a decadência de alguma figura/pessoa, a qual, em um determinado momento tinha fama e honradez, porém, em um outro momento, depara-se numa condição de miséria e desastre. Dentre os exemplos nas Escrituras, que descrevem esse Gênero Literário, temos aqueles, no qual é narrado a história de Sansão(Juízes 13 a 16); do Rei Shaul( 1Sm 9 a 1Sm 31)  e, do Rei Salomão( 1 Reis ; 2Crônicas). 

 

4º - Saga: Também é um Gênero narrativo, que pode ser encontrado praticamente em todo texto, do chamado "Antigo Testamento", uma vez que, narra o desenvolvimento da história de Israel antigo, desde sua origem, sua formação social, a mudança de um regime tribal para monárquico; período guerras; conquistas; perdas; exílio; retorno... Esse Gênero Literário, Saga, é um tipo de narrativa que, assemelha-se muito a Epopéia e, estendendo-se ao conhecimento de várias gerações, pode ser dividida da seguinte maneira: Episódios; Atos ou, Volumes.

Dentre os exemplos acerca desse tipo de Gênero Lietrário,podemos citar o s seguintes livros: Gênesis ( 1-11; 12-26); Exodo 2 -14

 

5º - Poesia: A poesia hebraica, pode ser encontrada nos livros de Jó, YeshaYahu(Is)Salmos, Provérbios, Eclesiastes e Cânticos dos Cânticos. O gênero da poesia também aparece no Pentateuco e nos livros proféticos. Uma das características desse Gênero Literário é sua repetição de idéias, denominadas de Parelelismo. Um bom exemplo a ser citado acerca desse Gênero Literário, encontra-se em Tehilim(Sl) 6:1, onde lemos o seguinte: " Yhwh, não me repreendas na tua ira, nem me castigues no teu furor."

Observe que, no paralelismo, deparamo-nos com a afirmação de uma idéia e, logo em seguida, deparamo-nos com a mesma idéia, porém, sendo usada com palavras diferentes, as quais se equivalem: não me repreendas/nem me castigues; na tua ira/no teu furor.

Outra técnica importante usada pelos textos poéticos da Bíblia é, o que conhecemos como: Acróstico. Nesse tipo de composição, as linhas ou estrofes iniciam, cada uma, com letras em ordem alfabética. Essa técnica, tanto quanto o Paralelismo, auxilia na memorização e no ensino. Por isso, os Salmos são os melhores de acrósticos e, dentre esses emplos, podemos citar Salmo 119, onde usa-se o método de memorização do alfabeto hebraico

Para quem tiver acesso a uma Bíblia Hebraica, poderá observar que, nesse Salmo 119, temos em cada verso, uma letra do alfabeto hebraico. Observem que do versículo 1- 8, temos a letra álef( א ); do versículo 9-16, temos a letra Bet( ב ); do versículo 17, temos a letra gímel( ג ) e, assim por diante!

 

6º - Profecia: Os textos proféticos são compostos de coleções de oráculos de profetas, os quais compõem quase um terço do Antigo Testamento, juntamente com o relato da vida dos mesmos. As narrativas dos livros do profetas geralmente se expressam na 3ª ou na 1ª pessoa.

Esses textos procuram preservar os discurso dos próprios profetas e, sua difusão apareçe na maioria da vezes em forma poética. Existem também sermões em prosa na literatura profética, como algumas partes de Jeremias, no entanto, a maioria dos sermões  estão em forma de poesia.

São considerados livros proféticos: YirmYahu(Jr), YehezqEl( Ez), YeshaYahu(Is) e, os livros dos 12 Profetas menores ( Sofonias; Joel; Amós; Obadias; Jonas; Miqueias; Naum; Habacuque; Ageu; Zacarias; Oséias; Malaquias). Os livros de ShemuEl, também podem ser considerados proféticos, uma vez que, narram a história do primeiro profeta de Israel, a saber, o próprio ShemuEl e, também, por narrar a história de inúmeros personagens bíblicos, é considera um Texto Narrativo.

 

7º - Gênero Apocalíptico: Em razão de seu nome trazer consigo a palavra Apocalíptico, há que acredite/afirme que, este tipo de Gênero Literário, encontra-se apenas no Novo Testamento, mais precisamente, no livro de Apacalipse! ENTRETANTO, o que estes não sabem é que, essa forma de literatura teve seu inÍcIo ainda no chamado "Antigo Testamento". 

Também, convém mencionarmos o seguinte: nesse gênero, encontramos uma abundância de símbolos, imagens, visões e revelações, as quais, geralmente apareciam em tempos difíceis pelos quais os Yehudim(Judeus) passavam, como por exemplo: o período do  Exílio e, domínio de outras nações sobre o povo do Eterno.

Outra característica que encontramos no Gênero Apocalíptico é, o confronto entre os justos versus ímpios ou, uma luta cósmica entre o Eterno e seus anjos versus Satanás e seus anjos, no qual o bem vence o mal.

No que diz respeito ao Antigo Testamento, o livro que melhor representa esse Gênero Literário, é o livro de DaniEl, mas também encontramos nos Evangelhos, outras menções no que diz respeito a discursos escatológiocos/apocalipticos, como por exemplo: os discurso de Yeshua descritos nos seguintes textos: Marcos 13 e, MatitYahu(Mt) 24.

Além das Escrituras, encontramos o Gênero Literário em várias textos da comunidade de Qumran, como por exemplo: textos contidos no livro dos Jubileus, Enoque, Apocalipse de Pedro... demonstrando dessa forma que, no período Pós Exilico, esse tipo de literatura, era de suma importância para o povo Yehudi(judeu), literatura essa que, teve seu período mais fértil entre os anos 200 AEC E 200 EC. 

Em virtude de sua longa duração, o que podemos perceber é que, a visão de mundo desses autores apocalípticos, tinha uma grande recepção no seio da sociedade judaica e, consequentemente, no inicio da fé cristã.

 

- Literatura Sapiêncial: Nesse Gênero literário, encontramos os livros de Jó, Provérbios, Eclesiastes, como também em alguns Tehilim(Sl), dentre os quais podemos citar: Tehilim(Sl): 1; 10; 14; 19; 37; 49; 73; 90; 112.  

Outros locais em que também é possível encontrarmos a Literatura Sapiencial, são os seguintes: nos livros conhecidos como Apócrifos ou Deuterocanônicos, dentre os quais citamos: o Livro de Sabedoria e, o Livro de Eclesiastico, os quais apesar de terem sido escritos no Período Pós Exílio Babilônico, não entraram no Canône judáico, em razão de terem sido em grego.

A Sabedoria como Gênero Literário não é algo que surge com os hebreus! Tanto é que, o Egito quanto a Mesopotâmia, remontam épocas anteriores de obras semelhantes aos escritos sapiênciais descritos na bíblia hebraica, o que nos leva a acreditar que, os escritos hebraicos compartilham da literatura comum aos povos orientais, o que demonstra a influência mútua, ou seja, a troca cultural entre esses povos. 

A literatura sapicencial era no período do antigo Israel, um movimento intelectual e moral, que datam dos primóridos dessa cultura. A divulgação massiva desse tipo de texto, deixa muito claro o quanto era popular a literatura sapicencial entre os povos do chamado Crescene Fértil. 

Daí, percebermos que, a Sabedoria como Gênero Literário não é algo que surgIU com os hebreus! Tanto é que, o Egito quanto a Mesopotâmia, remontam épocas anteriores de obras, semelhantes aos escritos sapiênciais, descritos na bíblia hebraica, o que nos leva a acreditar que, os tais escritos hebraicos compartilhavam da literatura comum aos povos orientais, denotando dessa forma, a influência mútua, ou seja, a troca cultural entre esses povos. 

 

GÊNEROS LITERÁRIOS DA BRIT HADASHA (CONHECIDO POR NOVO TESTAMENTO)

 

- Evangelhos: Esse gênero, apesar de narrar a vida de Yeshua, não pode ser entendido apenas como uma narrativa histórica, MAS TAMBÉM, um texto no qual, procura-se transmitir a seguinte mensagem: Yeshua é o Mashiach(Ungido) esperado pelos Yehudim(judeus) e pelas nações.

E, a respeito da palavra Evangelho, convém mencionarmos o seguinte: em gregoltemos Evangelion, cujo significado é: Proclamar algo; trazer uma Boa Notícia, que geralmente eram as Proclamações Imperiais feitas durante o Império Romano. E, com o objetivo de enriquecer ainda mais o Gênero Literário, nominado de Evangelho, os escritores desses textos lançaram mão de figuras de linguagem tais como: Parábolas, Narrativas de Milagres, Cânticos, Provérbios, Sentenças do Antigo Testamento encaixadas no texto, Genealogias, Histórias da infância de Yeshua, dentre outros, de modo que, a Proclamação do Evangelho, alcançasse uma multidão de pessoas.

Àqueles que desejarem saber mais sobre o que é o Evangelho, sugerimos que acessem o link: www.oholyao-em-queimados-rj.com.br/estudos-escriturais/o-evangelho-da-salvacao-nos-basta/

E, aos que desejarem ir mais adiante acerca desse assunto, sugerimos que acessem também o link: www.oholyao-em-queimados-rj.com.br/estudos-escriturais/o-que-significa-a-expressao-boas-novas/

 

- Parábolas: Parábola é um gênero narrativo alegórico, que transmite uma mensagem indireta, por meio de comparação ou analogia narrativa alegórica, a qual encerra um preceito religioso ou moral. São especialmente encontradas nos Evangelhos e, dentre as 40 Parábolas que encontramos nos Evangelhos, destacamos as seguintes: a Parábola do Filho Pródigo (Lc 15:11-32); a Paráboloa do Mordomo Infiel ( Lc 16:1-14); a Parábola dos Dez Talentos ( Mt 25:14-30); a Parábola da Ovelha Perdida(Mt 18:10-14); A Parábola do Semeador ( Mc 4:13-20); a Párbola do Bom Samaritano (Lc 10:25-37)

Vemos nos Evangelhos, Yeshua fazendo uso de Parábolas para transmitir a mensagem de salvação, numa linguagem simples, clara e do dia a dia do povo Yehudi(judeu), de modo que, assim sendo, todos pudessem compreender o real significado das Boas Novas, do Reino de Elohim e, de sua vontade para com aquele que foi criado poder de sua Palavra.

 

- Gênero Epistolar: O Gênero Literário conhecido como Epistolar, é encontrado em boa parte do que conhecemos por Novo Testamento. São ao todo, 21 Cartas que, em sua maioria, são de autoria de Paulo, mas tembém, encontramos cartas de Yaacov(Tiago); Kefa(Pedro); Yehuda(Judas) e Yohanan(Jo).

O uso de Cartas, era muito comum para fazer a comunicação entre o Império Romano e, os que estavam sujeitos ao seu domínio, o que contribuiu para que esta, viesse a se tornar um instrumento fundamental para a propagação do ensino escritural e, de doutrinas, necessárias para o fortalecimento e a edificação  dos crentes na Congregação de Yah Elohim.

A utilidade desse tipo de Literatura, como podemos perceber, dá-se pela diversidade de temas que nela, podem ser tratados, e também, por sua facilidade de circulação, visto que, por ser um texto relativamente curto, sua transmissão, torna-se muito mais rápida e fácil.

 

Além desses gêneros encontrados particurlamente no "Novo Testamento", também podemos encontrar neste, outros Gêneros já utilizados no Tanach, tais como: Narrativo ( Atos dos Apóstolos); Genealogias ( Mt e Lc), Gênero Apocaliptico (Apocalipse), Hinos e Cânticos ( encontrados em alguams cartas, como Filipenses (Fil 2; 6-11) e Efésios ( Ef 1; 3-14) e Sentenças encaixadas do Antigo Testamento no Novo Testamento, para corroborar o cumprimento de profecias.

 

Conclusão: A riqueza e, a diversidade dos Gêneros Literários, mostra-nos o quanto o Altissímo em sua benevolência para com a humanidade, proporcionou-se meios pelos quais fosse possível entendermos sua Obra de Redenção!

E, nisso somos gratos a Yah, nosso Elohim, por se fazer conhecer a nós pequeninos e carentes de toda a sua bondade; de todo o seu amor!