Não é Bom Que o Homem Viva só

O estudo aqui postado tem por finalidade, esclarecer numa liguagem simples e, suscinta, um assunto que é de grande importância na Congregação do Altíssimo, assunto esse que diz respeito a importância da mulher na vida do homem, bem como no que diz respeito ao plano de salvação. Ao nos atentarmos para o papel delegado a mulher, estaremos buscando mostrar o que muitos NÃO veem, NÃO compreendem e, em alguns casos INSISTEM NÃO ENXERGAR E COMPREENDER, a saber: a mulher NÃO foi criada como INFERIOR ao homem, MAS SIM, como aquela que de uma porção concedida ao homem, foi criada para ser a sua auxiliadora. 

Infelizmente a visão "machista" de alguns, tiram da mulher o que lhe foi dado, ou seja: Vida! E como quem tem vida, tem sentimento e, tem voz. Fazem da mulher um instrumento apenas de satisfação sexual, como quem tem apenas deveres, excluindo-a dos seus direitos de esposa e, de mulher! Não estamos aqui querendo fazer campanha feminista, mas sim mostrar que o papel delegado as mulheres em nada a desvaloriza, PELO CONTRÁRIO, por requerer dela sabedoria, submissão, dependência, humildade, obediência, torna-a preciosa aos olhos do Yahu, pois o mesmo se agrada dos que manifestam tais princípios de Luz. 

Por não se atentarem ao papel designado a mulher, muitos casamentos tem sido desfeito, pois no dia a dia, esposos esquecem que assim como Yeshua ama a Congregação de Yah Elohim, ele, o esposo, também deve amar a sua esposa, de modo incondicional, fazendo-a sentir amada, como única em sua vida. E na ausência desse compromisso, abre-se uma imensa brecha na qual a falta de sabedoria opera, gerando a insubimssão da parte da esposa e, na insubmissão, temos a rebeldia e, na rebeldia temos a independência e, o resultado disso tudo nós sabemos qual é: o fim do relacionamento, seguido de traumas emocionais.

Diante disso, esperamos que o estudo aqui postado, possa contribuir para o esclarecimento do papel que cada um de nós: homem e mulher, tem para com o Reino de Elohim e, de um para com o outro, de modo que possa ser manifesto o verdadeiro ahavah(amor), o qual segundo as escrituras, é paciente, é benigno, não é invejoso, não se vangloria, não se ensoberbece, não se porta inconveniente, não busca seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita o mal, não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade, tudo sofre, tudo crê, tudo espera, TUDO SUPORTA! O AMOR JAMAIS ACABA. 1Cor 13:4-8


Leiam abaixo a postagem que fizemos para edificação da Ohel(Tenda) de YHWH. Em caso de dúvidas, pergunte-nos e, se porventura o estudo lhe foi útil, comente, compartilhe com as demais pessoas com quem tem contato. Shalom!

Não é bom que o homem viva só... A mulher foi dada uma tarefa que é fundamental: a de auxiliadora, companheira daquele que de si mesmo foi retirado uma parte para que a mulher fosse formada. E juntamente com essa tarefa, a ela coube a responsabilidade de ser edificadora da casa, pois como nos ensina as escrituras: a mulher sábia edifica a sua casa, mas a tola a destrói com suas próprias mãos."

 Ser esposa, ser mulher, não é pouca coisa, ao contrário, é muita coisa, melhor dizendo: é a medida certa, pois o Altíssimo, criador dos céus e da terra, não nos dá tarefa que não somos capazes de suportar e/ou realizar! A mulher é confiado responsabilidades para a harmonia, para a administração do que nos é delegado a fazer com primazia, com emuna, com paciência, com ahavah(amor), colocando-se dessa forma como a menor, NÃO como inferior, mas como aquela que pelo maior, torna-se abençoada e honrada.

Em contra partida, na mesma medida com que Mashiach (Ungido) Yeshua tem cuidado da Ohel(Tenda) que lhe foi confiada pelo PAI , entregando-se por essa Congregação sem peso e sem medida, do mesmo o esposo deve cuidar daquela que foi criada para auxilia-lo, para ser sua companheira, uma vez que, YHWH ao criar o homem, viu que não era bom que este ficasse só.

Atentemo-nos para a questão do "ficar só". Ora, no processo da criação, a mulher foi a última a ser criada. Os animais, tanto os terrestres, quanto os que voam e os aquáticos já haviam sido criados, com seus devidos pares, MAS FALTAVA A DO HOMEM!

Observem que, uma parte do fôlego soprado pelo Altíssimo, nas narinas do homem, também foi concedido a mulher, de modo que ambos passassem a ter a vida de Elohim dentro de si e, mediante a vida a eles concedida, estivessem em condições de se relacionar com YHWH.

Ao criar a mulher, Elohim coloca em prática o seu plano "B", o qual é voltado para a Salvação do homem e, da união deste com a mulher sairia aquELE que pisaria na cabeça da serpente e fecharia a boca do leão; aquele que seria luz para as nações, vida para os mortos, cura para os enfermos, força para os fracos, alimento para os famintos, água para os sedentos, liberdade para os cativos! Somente pela união entre homem e mulher poderia nascer aquele cujo sangue derramado, concederia a humanidade, a remissão de nossos pecados.

Como podemos perceber, SUBMISSÃO NÃO SIGNIFICA INFERIORIDADE, ao contrário, está relacionado a ohav, o qual é manifesto na submissão e, a submissão é manifesto na obediência e, a obediência é o que agrada a Yah(YH) Elohim.

Do mesmo modo que Yeshua, sujeitou-se em fazer a vontade daquele que O enviou, colocando-se como o menor, servindo-nos em verdade e, em ahavah(amor) e, pelo PAI foi honrado, do mesmo modo a mulher crente sujeitando-se, em ahavah(amor), em submissão e, obediência para com seu esposo, por este é honrada.

Por isso é importante compreendermos a importância da união entre o homem e a mulher na Congregação de Yah Elohim, bem como as benções dESTE sobre essa união. Daí compreendermos que SUBMISSÃO NÃO SIGNIFICA INFERIORIDADE, mas sim a manifestação do princípio do Altíssimo necessário para manifestarmos o que agrada a Elohim, ou seja: obediência.

Por isso, faz-se necessário compreendermos que a união em que o Altíssimo está presente é aquela em que ambos, tanto homem, quanto a mulher, são regidos por princípios de obediência, do temor a Yah(YH) Elohim, de modo a falarem a mesma língua e, a terem a mesma disposição mental na busca pela verdade,  pela justiça, levando-os dessa forma, a uma Unidade pautada no amor e, na confiança.

Quando o homem busca fora da Tenda(Ohel) do Altíssimo, aquela que tem por missão e/ou tarefa, ser auxiliadora, companheira, edificadora do lar, ele deixa de receber o aval de Elohim, as bênçãos de Elohim sobre sua união, pois não há como andar dois juntos se ambos não estiverem em comum acordo! Não há como misturar o puro com o impuro, o doce com o amargo. Nesse caso, pela sua escolha pessoal, o homem terá de arcar com as consequências, suportando-a, assim como Elohim na sua misericórdia e, em ahavah(amor) nos tem suportado.

Do mesmo modo, a mulher que busca fora da Tenda do Altíssimo, aquele que tem por dever amá-la incondicionalmente, assim como Yeshua ama, cuida, ensina e ampara a Congregação que lhe foi confiada; deixa de receber o aval e/ou bênçãos de Elohim sobre sua união, uma vez que ELE não se faz presente em ações estabelecidas fora do padrão do Altíssimo. Nesse caso, onde a escolha é pessoal, a mulher terá de arcar com as consequências de suas escolhas, suportando-o, assim como Yah Elohim, em sua infinita sua misericórdia e, em ahavah (amor) nos tem suportado.

Sabemos que existem situações em que a pessoa ao dar crédito a pregação das Boas Novas, são inseridas na Ohel/Congregação do Altíssimo, já casadas, neste caso, o que as Escrituras nos ensina é: PERMANEÇAM COM SEU CONJUGUE!!! Pois o homem crente santifica a esposa não crente e, a esposa crente, santifica o esposo não crente.

Também há situações em que ambos, ou seja, o casal, dão crédito as Boas Novas de Salvação e, por assim ser, são inseridos na Congregação. Nesse caso, o casamento deles que, outrora foi realizada sob as benção de quem eles adoravam, agora estará sob as bençãos de Yah Elohim!

Como podemos perceber, Elohim Yahu estabelece aliança com o que tem Vida, a qual provém Dele. E para vivermos as promessas, as bênçãos e, estabelecermos alianças com Yahu, faz-se necessário que nos tornarmos povo seu, seus co-herdeiros mo Mashiach Yahushua, no qual recebemos o poder de sermos chamados filhos de Elohim, reconciliados com Elohim, tornando-nos mais uma vez, por meio dEste, a imagem e semelhança do Elohim vivo.

Deixe aqui seu comentário sobre o estudo postado

Contato

Oholyao em Queimados RJ

estudosescriturais@gmail.com

Pesquisar no site

© 2014 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode