SANTIFICADO SEJA O TEU NOME - INTRODUÇÃO

18/07/2014 09:09

 

Há quem diga que nome não tem importância, mas bem sabemos que isso não é uma verdade, pois até mesmo num relacionamento humano, conhecer o nome daquele(a) com quem nos relacionamos é o primeiro passo para nos achegarmos a ele(a).

 

Antes mesmo da mulher trazer ao mundo o filho  que traz em seu ventre, já concedeu a criança um nome pelo qual será chamado(a) para sempre, nome esse que a identificará e a acompanhará pra onde quer que esteja até o fim de sua vida.

 

Notemos que após o Criador ter criado tudo e todas as coisas por meio de sua palavra, concedeu ao homem o poder de nomeá-las (Gn 2:19-20). Nas escrituras observamos também o próprio Criador nomeando cada estrela pelo seu respectivo nome (Sl 147:4).

 

Diante disso, não seria diferente com o Nome do Criador, uma vez que ELE próprio nos revela que seu Nome é um memorial eterno, a ser lembrado de geração em geração ( Ex.3:15). E nos diz mais por meio dos profetas: "todo aquele que invocar seu Nome será salvo (Joel 2:32 ; At.2:21)." Também nos revela o seguinte: " que o fato de amá-lo e, o conhecê-lo por seu Nome, ELE nos livra e nos coloca num alto retiro.(Sl 91:14)"

 

Como podemos observar, existe um Nome que nos foi revelado e, é exatamente esse Nome que importa que o conheçamos, afim de que ao darmos crédito a sua palavra, venhamos nos reconciliar com ELE e, assim sendo, recebamos o poder de sermos chamados Filhos do Altíssimo.

 

É exatamente esse Nome que buscamos Santificar, mas a primeira pergunta que nos vem à mente é: Que Nome é esse? E como Santificá-lo?

 

Para obtermos as respostas referentes a essas perguntas, faz-se necessário compreendermos o seguinte: Santificar é tornar algo e/ou alguém separado para adoração. É exatamente isso que se requer de nós com relação ao Nome do Criador, ou seja, Separá-lo de tudo e de todas as coisas, colocá-lo como o ÚNICO em nossa vida, quer seja para adoração, quer seja para louvor.

 

Já abordamos acima como santificarmos um Nome, agora faz-se necessário sabermos a que Nome devemos Santificar, conforme o Messias/Ungido nos ensinou através da oração: “PAI nosso que estás nos céus, Santificado seja o teu Nome.”

 

Observem que antes de pedir algo, o FILHO primeiramente Santifica o Nome do PAI e, de que modo ELE fez isso? Manifestando-o, tornando-o conhecido, servindo-o de maneira que o Nome do PAI fosse louvado na pessoa do FILHO.

 

Que nome temos manifestado? Que nome temos apresentado aos que estão a nossa volta? Que nome tem sido louvado através de nossa vida?

 

As Escrituras nos revela em Jr 16:21 – “portanto, eis que lhes fareis conhecer, sim desta vez lhes farei conhecer o meu poder e a minha força; e saberão que o meu NOME é....

 

Na versão Revista, da Bíblia de Jerusalém, o texto acima apresenta o seguinte nome, como sendo o do Criador: Iahweh.

 

Na versão Revista e Atualizada no Brasi: Bíblia Shedd, Pentecostal, Nova Vida, Thompson, o texto acima apresenta o seguinte termo para o nome do Criador: SENHOR;

 

Na Torá, embora apresente apenas 5 livros(Gn, Ex.,Lev., Nm., Dt.) , o Nome na tradução para o português é apresentado como ETERNO;

 

Na versão da Bíblia dos Testemunhas de Jeová, o nome apresentado é: Jeová.

 

Diante disso, perguntamos: Qual desses nomes é o verdadeiro? Qual deles devemos Santificar? Ou todos podem ser santificados? Ou todos são falsos? Lembrando que o próprio CRIADOR nos revelou o seu NOME, apresentando-o como ÚNICO.

 

Atentem-se novamente para o texto em Jr.16:21, vejam que o CRIADOR nos informa o seguinte: “ e o meu NOME é...” Percebam que ELE NÃO disse: meus nomes são!!! ELE disse: MEU NOME É...

 

Agora, façamo-nos novamente a seguinte pergunta: que NOME é esse que nos foi revelado, para que o tornemos manifesto em nosso meio, para salvação do homem?

 

Continuaremos abordando esse assunto, nas outras postagens. Acompanhem e comentem.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

© 2014 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode