Obediência sem Kavanah, de Nada Vale!

Shalom!
 
Hoje estávamos refletindo acerca da obediência e, da importância de reconhecermos nossos erros, de modo que assim fazendo, exerçamos a humildade!
 
O refletir acerca dessas coisas, levou-nos a trazer a memória o seguinte: Obediência sem Kavanah, sem justiça, sem emunah, de nada vale! O ser obediente por medo de perder o que se espera ganhar; o exercer a obediência por barganha, de nada vale!
 
Sabemos que o Altíssimo requer do homem obediência, mas o que queremos mostrar através desse texto é que, obediência sem justiça; sem verdade; sem humildade; sem kavanah, NÃO é Obediência, mas sim, Fingimento!
 
Assim sendo, qual pai, não se alegra diante de um filho obediente? E, qual pai, não se alegra, quando um filho se arrepende de seus maus caminhos e, volta-se para corrigi-los?
 
Todos nós estamos propensos a erros, isso é fato! Mas, reconhecê-los, exige de nós, humildade! Por isso, chamamos a atenção para o seguinte: Obediência agrada a Yah Elohim, porém, obediència sem humildade; sem kavanah, de nada vale! 
 
Bom... onde queremos chegar com o que escremos até aqui? É simples! Mostrar que na Obediencia está o temor de Elohim, entretanto, aquele que erra e, reconhece o seu erro, não pode tardar em corrigi-lo! Não pode tardar em dar seu testemunho de arrependimento!
 
Não estamos aqui defendendo o erro, JAMAIS faríamos isso! O que estamos querendo mostrar é que, o fazer algo por obrigação, sem o entedimento do que se faz ou, pra quem se faz, é algo em vão!
 
Precisamos ter o conhecimento de causa, para então exercermos nossa emunah ao que nos é delegado fazer! Por exemplo: somos instruídos a não roubar. E, por que não roubamos? Porque, primeiramente, cremos em quem estabeleceu essa ordem; segundo, porque sabemos a consequência de não obedecermos tal instrução!
 
Vejam que, não é apenas uma questão de obedecer por medo das consequências, mas TAMBÉM, por conhecer e, crer naquEle que estabeleceu tal mandamento!
 
O compreendermos acerca do que é obediência e, o que nos move a sermos obedientes, NÃO torna essa ação mais fácil de ser praticada, ENTRETANTO... ajuda-nos a praticá-la com confiança; com fidelidade; com certeza... ajuda-nos a compreender que obediència, não é algo que se pratica para satisfazer a si mesmo, MAS SIM, aquELE a quem estamos sujeito a sua autoridade!
 
Obediência é uma questão de escolha! Daí, a necessidade de sabermos retribuir o que recebemos! Não como barganha, mas como gratidão!
 
Vejam ... há quem retribua o bem, com o mal ! Há quem retribua o mal, com o bem! Há quem retribua a paz, fazendo guerra... Como já dissemos, tudo é uma questão de escolha, onde cada um de nós, retribui o que recebe, com o que tem deixado frutificar em sua vida! E, como disse o Altíssimo: "que escolhamos a benção, ao inves da maldição". Porque melhor é obedecer que sacrificar!
 
Assim sendo, que nossa inclinação seja para uma obediência com kavanah e, NÃO com segundas intenções... que nossa obediência NÃO seja fingida e, muito menos, forjada pelo medo... Que nossa obediência seja para a paz; seja para o bem, para justiça, para a verdade! Que a nossa obediência resulte para nós, vida!

Contato

Oholyao em Queimados RJ

estudosescriturais@gmail.com

Pesquisar no site

© 2014 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode