Na Fidelidade e Perseverança, Lia se tornou herdeira das promessas que o Altíssimo fez a Abraham

Shalom!
 

Abordar esse tema, além de gratificante, foi renovador! Sim, renovador porque através da história de Lia, esposa de Yaacov, obtemos o seguinte aprendizado: nem tudo o que começa errado, termina errado, quando temos a chance de mudarmos o rumo da nossa história!

 

Atentando-nos para o caso de Leah(Lia), o que vemos nas Escrituras? De imediato, alguns podem responder: uma mulher que, juntamente com seu pai e, sua irmã Raquel, enganaram Yaacov. Uma mulher que foi colocada a “segundo plano” no amor de seu marido… uma mulher que buscava de através da gravidez, uma forma de mostrar a Yaacov que o Altíssimo era com ela, abençoando seu ventre, dando a ele filhos, os quais eram sua herança e, o cumprimento da promessa feita a Abraham ( ler Gn 17:4-5).

 

Mas… o que muitos não se atentam, é que a história de Leah(Lia), vai muito além do que estes imaginam! Segundo o Talmud, “Desde a Criação do mundo, ninguém havia agradecido a Elohim, até que veio Leah(Lia) e, agradeceu a Yhwh”.

 

Vejam no texto abaixo, que Leah(Lia) ao conceber seus primeiros filhos, nomeava cada um deles com a a realidade que vivia, mas quando concecebu Yehudah(Juda), ela fez diferente, louvou a Yah Elohim, conforme podemos observar no texto abaixo:


Bereshit(Gn) 29:32-35 " E concebeu Leah e, deu à luz um filho e, chamou-o Rúben; pos disse: Porque Yhwh atendeu a minha aflição, por isso agora me amará meu marido. E concebeu outra vez e, deu à luz um filho, dizendo: Porquanto Yhwh ouviu que eu era desprezada e, deu-me também este. E, chamou-o Shimon(Simão). E concebeu outra vez, e deu à luz um filho, dizendo: Agora esta vez se unirá meu marido a mim, porque três filhos lhe tenho dado. Por isso, chamou-o Levi. E, concebeu outra vez e deu à luz um filho, dzendo: Esta vez louvarei a Yhwh. Por isso chamou-o Yehudah(Judá); e cessou de dar à luz."

 

Mais a frente, vemos Leah(Lia) gerando em seu ventre outros filhos, conforme podemos observar no texto abaixo:

Bereshit(Gn) 30:16-21  " Vindo, pois, Jacó à tarde do campo, saiu-lhe Lia ao encontro, e disse: A mim possuirás, esta noite, porque certamente te aluguei com as mandrágoras do meu filho. E deitou-se com ela aquela noite. E ouviu Deus a Lia, e concebeu, e deu à luz um quinto filho. Então disse Lia: Deus me tem dado o meu galardão, pois tenho dado minha serva ao meu marido. E chamou-lhe Issacar. E Lia concebeu outra vez, e deu a Jacó um sexto filho. E disse Lia: Deus me deu uma boa dádiva; desta vez morará o meu marido comigo, porque lhe tenho dado seis filhos. E chamou-lhe Zebulom. E depois teve uma filha, e chamou-lhe Diná".


Mas…, ainda assim, os olhos e, o coração de Yaacov estavam voltados para Raquel!!! E, o que mais nos chamou, foi o seguinte: após trabalhar 20 anos para seu sogro, em penosas condições de trabalho( ler Gn 31:38-42), Yaacov decidiu retornar para a terra de seus pais. E, é aí o ponto onde queremos chegar…

 

Decidido retornar à terra de seus pais, Yaacov comunica a Raquel e, a Leah(Lia), sua decisão, ouvindo destas o seguinte: " Há ainda para nós parte ou herança na casa de nosso pai? Não nos considera ele como estranhas? Pois vendeu-nos e, comeu de todo o nosso dinheiro. Porque toda a riqueza, que Elohim tirou de nosso pai, é nossa e de nossos filhos; agora, pois, faze tudo o que Elohim te mandou." Bereshit(Gn) 31:14-16

 

Bom … de acordo com as Escrituras, em sua partida, Yaacov levou consigo, tudo que lhe fora concedido pelo Altíssimo, … rebanhos, esposas, filhos, servos! Porém…, Raquel, levou consigo, como garantia de herança na casa de seu pai, os ídolos que a este pertencia! Já Leah(Lia)… levou consigo, apenas a herança que gerou em seu ventre, ou seja, seus filhos, além de sua serva e, os filhos que esta gerou com Yaacov, a saber: Gade e Asser.

 

Para os que estão lendo atentamente esse texto, espero que consigam enxergar o que estamos vendo e, compreender o que recebemos, crendo ser da parte de nosso Elohim! Pois do que recebemos, ficou marcado o seguinte: toda a trajetória de Yaacov, quer seja: sofrida ou alegre; de ganhos ou de perdas; de lutas e paz, Leah(Lia) estava a seu lado!

 

Embora as Escrituras nos revele que os encantos de Raquel despertava em Yaacov seu interesse e, amor maior que aquele que concedia a Leah(Lia), o que percebemos, é que foi Leah(Lia), que prontificou-se a seguir Yaacov, sem olhar para trás! Foi esta, que mesmo sendo colocada em “segundo plano”, permaneceu firme; permaneceu fiel tanto a seu esposo, quanto a certeza de que a promessa do Altíssimo a alcançaria.

 

Não estamos aqui apregoando e/ou levantando a bandeira de que devemos aceitar humilhação; desprezo; muito menos, contentar-se em ser colocado a segundo plano! O que procuramos mostrar através do testemunho de Leah(Lia) é, que esta em meio as condições desfavoráveis, tinha uma certeza: na humildade; na gratidão, na fidelidade e, na esperança, estaria a sua redenção!

 

O manter-se firme na esperança de que o Altíssimo ouvindo sua oração, transformaria seu pranto em alegria; sua humilhação em honra e, suas feridas, saradas, fez de Leah(Lia), uma mulher honrada e, herdeira das promessas que o Altíssimo fizera a Abraham, ao torná-la participante do Reino de Yah Elohim, uma mulher que, das Doze Tribos que vieram a se formar através dos filhos de IsraEL, 6(seis) eram filhos de Leah(Lia).

 

A grandeza de Leah(Lia), manifesta em sua perseverança; em sua fidelidade; em sua humildade e, gratidão a Yah Elohim, rendeu-lhe os seguintes frutos: por parte de Levi, descenderam aqueles que serviam ao Eterno em seu Templo( os Sacerdotes e os Levitas) e, de Yehudah, descenderam reis, dentre eles, o Rei David, do qual descende o Ungido de Elohim.

 

No texto que se encontra em Bereshit 49, Yaacov faz o seguinte pedido a seus filhos: “sepultai-me com meus pais”. Esse retorno (teshuvah) para casa, o ser sepultado junto aos pais, denota honra, descanso, no qual está a seguinte esperança: a Ressurreição dos mortos! Essa honra e, esse descanso, Leah(Lia) também alcançou, ao ser sepultada no mesmo lugar em que Abraham e Sara foram sepultados… no mesmo lugar em que Isaque e Raquel, pais de Yaacov, foram sepultados e, no mesmo lugar que Yaacov, pediu para que seus filhos, também, o sepultassem!

 

Isso é o que chamamos de benção, sobre a vida daqueles que se voltam para o Altíssimo… que retornam para aquELE que os formou do pó da terra. Leah(Lia) confiou e, na sua confiança estava a certeza de sua Redenção, estava a sua Herança!

 

O aprendizado que obtemos acerca dessa história de Leah(Lia) é, a percepção de que a benevolência do Altíssimo, transforma toda e qualquer situação! Todos nós podemos ter nossa vida transformada! Vai depender das escolhas que fazemos! Vai depender para que direção nossos olhos estão voltados! Vai depender do que decidimos trazer conosco: Esperança ou Desconfiança? Certeza ou Incerteza? Coragem ou Medo? Humildade ou Soberba? Leah(Lia) trouxe consigo a Esperança no Elohim de IsraEL e, por ESTE foi honrada e, quanto a você, leitor? O que escolhe trazer consigo?

 

Assim sendo, para aqueles que estão passando por situações difíceis; complicadas… para aqueles que são colocados em “segundo plano”, para os que se sentem injustiçados, lembrem-se, na perseverança e, na esperança está a vossa Redenção! Não desanimem… o Altíssimo pode transformar sua situação!

 

Que venhamos trazer conosco a melhor escolha, tendo a certeza de que o passado ficou para trás e, o melhor ainda está por vir!

 

Contato

Oholyao em Queimados RJ

oholyaodeiaurrushua@gmail.com

Pesquisar no site

© 2014 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode